Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Passeio Verde: O rio Minho também se conhece de… bicicleta

  • 333

De bicicleta, em comunhão com a natureza. A Ecopista do rio Minho é um dos percursos mais bonitos para fazer de bicicleta em plena natureza. Seguindo o curso de água que limita Portugal e Espanha, passa pelos concelhos de Monção e Valença, com paragens em inúmeros pontos de interesse.

Corredor verde, habitat de inúmeras espécies da fauna e flora, esta ecopista é também dona de uma paisagem de rara beleza, autêntica, que casa em harmonia a natureza e a história: A Ecopista do rio Minho foi a primeira em Portugal a aproveitar linhas férreas desativadas para aí "instalar" o seu percurso.

São mais de 20 quilómetros a unir os centros históricos de Monção e Valença, que merecem também, antes ou depois do percurso, uma visita demorada.

O primeiro troço da Ecopista do Rio Minho foi inaugurado em 2004 e, desde essa altura, tem vindo sempre a crescer, em tamanho e em reconhecimento: Em 2009, no IV Encontro de Vias Verdes da Europa, realizado na Bélgica, foi classificada como a quarta melhor ecopista da europa. Em 2017, nos European Greenway Awards, realizados na Irlanda, recebeu o título de terceira melhor via verde da Europa.

Mais quatro quilómetros a pedalar
É agora anunciada, pela Câmara de Monção, a ampliação da Ecopista numa extensão de 4,3 quilómetros, entre o Parque das Caldas e a freguesia da Bela. De momento, avança a primeira fase numa extensão de cerca de um quilómetro, terminando na zona do posto aquícola, em Troviscoso, antes da ponte sobre a ribeira do Ameal. Toda a ciclovia será implantada sobre diversos caminhos rurais e agrícolas existentes e alguns carreiros de pescadores, não colidindo com a paisagem natural ou os movimentos do rio Minho em períodos de cheia, respeitando a vegetação autóctone envolvente.

Enquanto não cresce, percorra para já os cerca de 20 quilóemtros desta ecopista, com deslumbrantes paisagens para apreciar e a companhia do rio Minho sempre presente.


Onde ficar
Solar de Serrade

Este palacete do século XVII está rodeado por vinhas, de onde saem sete referências de vinho, e por um jardim romântico. A receção simpática é meio caminho para se sentir em paz. Mais ainda depois de provar os deliciosos produtos frescos de manhã, do pão às frutas. Tudo foi recuperado neste edifício singular, incluindo a capela. Usufrua da sauna, passeie pelos salões do Solar de Serrade e descanse nos seis quartos e duas suítes, uma das quais com lareira. Quarto duplo desde €60.
Mazedo, Monção. Tel. 251654008

Hotel Minho
É um dos melhores exemplos de arquitetura contemporânea no Norte do país. Deixa a luz natural e o verde da paisagem “entrarem” nas divisões. Dá aconchego com as madeiras e o ambiente intimista. Central à experiência é a confortável sala de estar, apoiada pelo bar. Tem 60 quartos e cinco suítes com decoração inspirada em nomes como Dali. Usufrua do Spa, com circuito de águas, sauna, banho turco e duche sensações. O Hotel Minho disponibiliza bicicletas para que se faça ao caminho pela ecopista fora. Quarto duplo desde €70
EN13, Vila Meã, Vila Nova de Cerveira. Tel. 251700245

Onde comer
Restaurante 7 à 7
Para fazer o cordeiro à moda de Monção, especialidade maior deste restaurante (por encomenda), o arroz de alguidar e a peça vão juntos para o forno a lenha, separados por uma grelha. O cordeiro vai pingando sobre o arroz, que já leva caldo de cozido à portuguesa e açafrão. Servem com salada de alface. O 7 à 7 oferece alternativas no lombelo à S. Jorge e na lampreia, à época. Boa cozinha minhota, aconchegada pelas paredes em pedra. Preço médio: €25
Rua Conselheiro João da Cunha, Monção. Tel. 251652577

Escondidinho
Veado, canguru, avestruz, bisonte, zebra e crocodilo. Uma das grandes atrações do restaurante Escondidinho é o excelente menu de carnes exóticas. Se preferir sabores mais familiares, tem sempre carnes nacionais de qualidade, saídas da grelha. Há ainda o bacalhau e, ao fim de semana, o cabrito e o cozido à portuguesa. Renovou-se a sala interior e acrescentou-se uma cobertura no exterior. Preço médio: €25
Rua de Chamosinhos, 511, Valença. Tel. 251839256



O que fazer
Palácio da Brejoeira

Começou a ser construí­do no séc. XIX este verdadeiro palácio de conto de fadas. Um dia, uma jovem apaixonou-se pela sua exuberância e, quando completou 18 anos, o pai ofereceu-lho. Hermí­nia Paes não só habitou esta imensa casa rodeada de denso bosque, vinhas e jardins, como tomou as rédeas da propriedade e fez deste o berço de um emblemático vinho verde. A primeira colheita do Palácio da Brejoeira da casta Alvarinho, cultivado em 18 hectares, foi em 1976. Até hoje. Dos jardins aos fautosos salões, das vinhas à adega, do teatro à capela, cada objeto conta uma história de outros tempos. Visitas desde €5.
Pinheiros, Monção. Tel. 251 666 129

Passear pelo centro histórico de Valença
Dentro das incríveis muralhas desta cidade fortificada, todo o mundo: o que antes queria ser resguardado dos “invasores” espanhóis, abre-lhes hoje a porta: Entro no casco histórico de Valença pelas portas da Coroada ou da Gaviarra. Lá dentro, vale a pena percorrer as ruas que levam a edifícios bem preservados e cumprir o ritual de comprar atoalhados ou artesanato numa das dezenas de lojas dedicadas a este negócio. Passe pela Igreja de Santa Maria dos Anjos, de 1276 e pela Igreja Matriz de Santo Estevão. Valença

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!