Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Altis Grand Hotel celebra aniversário com menu original de 1973

  • 333

Luís Ferraz

Em novembro de 2014, o Boa Cama Boa Mesa escrevia: “Ícone da hotelaria de Lisboa, o Hotel Altis tem marcado a cidade desde 1973. Faz parte da sua história recente e está decidido a marcar também o seu presente e futuro. Foi assim que, em 2011, discretamente, iniciou um processo de rejuvenescimento e modernização, com os olhos postos nas novas tendências mundiais e no crescente interesse que Lisboa e Portugal ganhavam pelo mundo. O ponto alto de todas as mudanças aconteceu em novembro de 2013, quando, ao celebrar 40 anos, ganhou o novo nome de Altis Grand Hotel. Todos os 300 quartos foram objeto de modernização e redecoração, encontrando-se o expoente máximo nas diversas suítes, sofisticadas e muito contemporâneas e, principalmente, na nova Suíte Presidencial. Já este semestre, o hotel abriu o GSpa By Altis Grand Hotel, depois de uma completa renovação da piscina, sauna, banho turco, ginásio e salas de tratamentos (…) Apesar de todas estas alterações, o impacto maior do renascimento deste hotel é o seu hall e zona de receção, que provocam, a quem conheceu o ‘velho’ Altis, no mínimo, uma expressão de espanto. 'Estas renovações têm como objetivo recuperar e reabilitar o espírito inovador e visionário do designer Daciano da Costa, autor dos interiores originais', explicam os responsáveis pela cadeia hoteleira.”

Mais recentemente, o Altis Grand Hotel apostou num rooftop (só quem nunca subiu ao topo do hotel é que não consegue imaginar a vista magnífica para a cidade), batizado de Garden Roof Bar, como que inspirado pela proximidade do Jardim Botânico. Já em 2018, o o hotel deu a conhecer, no piso térreo, o novo Rendez Vous Bistro, com uma cozinha criativa e um ambiente informal e descontraído.

Para fechar em grande as celebrações dos 45 anos (o Altis foi inaugurado em novembro de 1973), o hotel lisboeta apresenta, até dia 31 de janeiro, um menu especial “45 anos, 45 dias”, que recupera os pratos servidos na primeira carta do restaurante panorâmico Grill D. Fernando (Altis Grand Hotel, Rua Castilho, 11, Lisboa. Tel. 213106000), localizado no 12º piso do edifício. Mas, tão emblemática como a carta é o facto de vários pratos chegarem à mesa na baixela original, com banho de prata, e o monograma do Altis. À entrada do restaurante vai poder apreciar grande parte das peças então utilizadas, criteriosamente expostas numa mesa, incluindo a cópia do primeiro menu, ainda com preços em escudos. Como exemplos, vai perceber que, em 1973, os Caracóis “Bourguignonne” custavam 550$00, que as Gambas flambeadas Altis custavam 1.100$00 e que o Trois Filets Mignons à L’ Escoufiier ficava por 900$00… outros tempos!

Na zona do Altis Grand Hotel com menos intervenções ao longo destes 45 anos, o Grill D. Fernando volta a ostentar, por estes dias, os cadeirões de Daciano da Costa, em preto e laranja vivo, que agora estão por toda a sala, em redor de grandes mesas redondas. Uma forma de harmonizar o espaço com o menu evocativo, classificado pela equipa do restaurante como “uma viagem no tempo, para saborear e reunir amigos à volta de sabores bem portugueses”. O refrescante Cocktail de gambas Neptuno (€14), servido na baixela original, a reconfortante e saborosa Sopa de cebola gratinada (€7) e a apurada Sopa de marisco (€9) destacam-se nas entradas.

Nos peixes, a Garoupa à Algarvia (€28) é aposta certeira, bem acompanhada pelo Pregado corado à Gastrónomo (€25) e pelo Robalo cozido “en court bouillon” (€58, para duas pessoas). Costeletas de borrego grelhadas com molho de hortelã (€28), Tornedós D. Fernando (€24) e as gigantes Costeletas de vitela à Portalegrense (€54, para duas pessoas) destacam-se nas carnes, onde também não faltam os clássicos Lombinhos de porco com molho de maçã (€18). Para quem deseja uma experiência completa, sem a dificuldade da escolha, pode sempre optar pelo Menu de Degustação (€65, com bebidas).

Ao longo da semana (o restaurante encerra sábado ao almoço e ao domingo) o menu evocativo dos 45 anos do Altis também apresenta sugestões com dia e preço certo (€20): Garoupa com molho Vale das Areias Arinto (vinho da família Martins); Perna de borrego com molho de alecrim; Pargo assado à Portuguesa; Cozido à Portuguesa; e Bacalhau cozido com todos.

Para o final, o momento que quase justifica uma ida até ao Grill D. Fernando: Crepes Suzette (€19, para duas pessoas) a mais famosa das sobremesas, confecionados num carrinho, junto à mesa, pelo chefe de sala, Artur Caldas, há 17 anos no restaurante e com muitas memórias para partilhar. Conte também com o clássico carrinho de queijos e aceite o convite para esta viagem no tempo…

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!