Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Nesta “Praya” dos Açores há petiscos com vista para o Pico

  • 333

Há um sinal claro que os Açores estão a mudar. Nos últimos anos, as ilhas açorianas tornaram-se um destino turístico de eleição, e aos poucos vão surgindo quer hotéis quer restaurantes que colocam os Açores no mapa dos locais a não perder, quando se procuram uma férias entre a natureza, relaxantes e, acima de tudo, cheias de boa comida.



Um dos exemplos mais relevantes desta nova vaga gastronómica dos Açores é o Praya Restaurante, na Praia do Almoxarife, a apenas 5 minutos da cidade da Horta, na ilha do Faial. Nascido do sonho de seis amigos, ligados à medicina e ao direito, viram no projeto de transformação de um antigo armazém, do arquiteto Albino Alves de Pinho, a forma ideal de colocar o Faial no centro das atenções. Pouco mais de um ano depois de abrir portas (foi em maio de 2017) o restaurante é um local incontornável da gastronomia da ilha e até do arquipélago.



No Praya Restaurante, convenhamos, a vista das enormes janelas é meia razão para o sucesso. A montanha do Pico surge majestosa do outro lado do mar, proporcionando um enquadramento difícil de replicar. Perfeito para mergulhar à mesa nas propostas da carta, pensadas para partilhar e para ver o sol a desaparecer no horizonte, usando os produtos locais para proporcionar refeições inesquecíveis. Sem deixar de piscar o olho, quer ao continente, quer a sabores internacionais, até porque o facto dos Açores estarem na moda é um fenómeno global.



Entre a observação do mar e da ilha do Pico, no Praya Restaurante aproveite para petiscar umas Chamuças vegetarianas (€4), com legumes crocantes, uns Peixinhos da horta e do pomar (€4,50), de legumes e fruta, fritos em polme, ou umas Lulas fritas (€8), com molho tártaro e limão. A não perder o Tutano gratinado (€3), com sal e pimenta, para acompanhar com pão, e a Tiborna de bacalhau (€5), com pão torrado, barrado com azeite e alho, e claro, lascas de bacalhau.



Nas sopas, o Praya Restaurante serve Caldeta de peixe de ninguém (€3,50), feito a partir de um caldo de peixe, legumes e hortelã, nos peixes há Peixe grelhado (€15), sempre da costa da ilha, com legumes cozidos, e não falta a carne dos Açores, sob a forma de um Bife do lombo (€17), com molho à escolha e batata palito, de um Bife da vazia (€15,80), de Rodiões (€12,80), que são o entrecosto de novilho, assado lentamente, com inhame frito, e de Burras de porco confitadas (€14,50), servidas com puré de batata-doce. Termine com um Leite-creme (€3,50), suave, de chá preto dos Açores.



O Praya Restaurante (Largo Coronel Silva Leal, Horta, ilha do Faial. Tel. 292701037) abre todos os dias para almoços e jantares, exceto à segunda feira.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!