Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

O chefe deve estar LOCO: Alexandre Silva abre restaurante para brincar com FOGO!

  • 333

“As memórias devem se resgatadas no tempo, sem elas somos apenas máquinas desprovidos de sentimentos e alma” in Facebook do LOCO Restaurante

DR

A data ainda não está fechada, mas é garantida a abertura no início de 2019. Localizado na Avenida da República, em Lisboa, o novo restaurante de Alexandre Silva (Garfo de Platina, na edição 2018 do Guia Boa Cama Boa Mesa, e Chef do Ano, em 2017) é totalmente dedicado ao fogo. “Da grelha ao forno a lenha, das carnes ao peixe, dos legumes às sobremesas, tudo tem origem no fogo. Origem do Universo e da Humanidade, símbolo de movimento, acção, energia, transformação, inovação, paixão e intensidade - a primeira descoberta da civilização - tudo isto será o FOGO, o novo restaurante de cozinha portuguesa de Alexandre Silva”, pode ler-se no comunicado que anuncia a abertura do FOGO, que deixa um aviso: “Mas, atenção, o FOGO não é para meninos: tachos de ferro, alguns com mais de 100 kg, animais inteiros no espeto e muitas outras ‘brincadeiras’, exigem sabedoria, muita técnica e energia suplementar”.

A nova aventura de Alexandre Silva, que ganhou novo protagonismo com a abertura do restaurante LOCO, em dezembro de 2015, faz parte da evolução do cozinheiro e do empresário, que entretanto, arrecadou vários prémios nacionais e também uma estrela Michelin. Avançou para a criação de um área de experimentação, que batizou de I+D, e recentemente deu a conhecer uma das partes visíveis deste laboratório, com a introdução no meu do LOCO, dos queijos produzidos no restaurante.

“Portugal tem uma enorme tradição no que respeita à cozinha com fogo, mas nunca foi elevada até onde merece”, justifica Alexandre Silva, que garante ser este “o restaurante perfeito: sempre diferente e inovador, ao almoço e ao jantar, sem nunca se repetir.” Para perceber melhor o que será o FOGO, o comunicado de imprensa explica: “Na cozinha, haverá 4 metros de ação com fogo aberto desenhado por Alexandre, e um forno a lenha que pesa duas toneladas, grelhadores, placas francesas e utensílios que permitem assar animais inteiros, tudo à vista dos clientes. Cozido, cortes do dia, chanfana, borrego, leitão, peixe assado no forno, e mariscos”. Sabe-se ainda que vai ser usada lenha especial, a mesma que fará parte da decoração, que inclui madeira queimada, rocha vulcânica dos Açores, ferro e plantas. O novo restaurante, com 70 lugares, vai funcionar ao almoço e ao jantar, “num conceito distante do estilo fine dining”.

Manuel Liebaut, atualmente responsável pelo I+D do LOCO, vai ser o chefe residente do novo restaurante, que terá também um bar de cocktails de autor em sintonia total com o conceito, que “irá explorar e revelar a beleza e o poder do fogo… num copo”.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!