Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Opinião

"Nova experiência de hospitalidade"

  • 333

Evolution Lisboa Hotel, a Revelação do Ano

Artigo de opinião de Luís Coelho, responsável por Comunicação Pré-Venda e Desenvolvimento de Negócio da Alcatel-Lucent Enterprise, sobre a nova experiência de hospitalidade proporcionada pelas novas soluções móveis digitais, fazendo também um enquadramento no âmbito português.

Luís Coelho

Luís Coelho

Pre-sales Communication and Business Development da ALCATEL

Transversal a todas as áreas ou negócios, a experiência do utilizador ou consumidor tem adquirido importância central. As experiências, que geram milhões de impressões partilhadas diariamente em todo o tipo de sites de análise ou redes sociais – que, por sua vez, se tornam populares na Internet –, estão a superar o marketing mais tradicional. Os utilizadores e consumidores assumem, desta forma, o papel de verdadeiros prescritores, roubando muitas vezes o espaço àquilo que são os Media mais tradicionais, sejam a comunicação social, guias e outras ferramentas usadas até aqui.

Por essa razão, é de crescente interesse proporcionar-lhes uma experiência inigualável que estimule a partilha, aliada à possibilidade de diálogo instantâneo. Como tal, garantir, por exemplo, que um hotel dispõe de tecnologia que permite utilizar todo o tipo de dispositivos conectáveis e ter acesso ao mesmo tipo de conteúdos que têm em casa ou no trabalho é crítico. Está a enganar-se se considera que é suficiente ter o ecrã na televisão com o nosso nome e uma password de acesso à Internet impressa num papel, nem para a geração X e muito menos para a geração Millennial!

Existem atualmente soluções digitais adaptadas à hotelaria, integrando desde o serviço de quarto até ao check-out, acessíveis aos visitantes a partir de um toque no tablet ou smartphone. Estas soluções, associadas a aplicações específicas para esta área de negócio, permitem, por exemplo, controlar os sistemas do quarto: os hóspedes podem definir o ambiente e personalizar de acordo com as suas preferências. Além disso, é-lhes possível aceder aos serviços do hotel, inclusivamente ao de reservas, ou acelerar o check-in com um simples toque no telemóvel. E ainda partir rapidamente à total descoberta do local em visita, do hotel a toda a região limítrofe.

Mais, são soluções que permitem a interconexão com ambientes de rede existentes, bem como com sistemas de notificação, alarmes e telefones. Desta forma é possível a agilização de tarefas operacionais, assim como o controlo dos custos de infraestrutura, ao utilizar DECTs IP sem fios e soft phones para dispositivos de funcionários e, ainda, a centralização de operações em tempo real.

O entusiasmante deste momento altamente desafiante, na criação de uma experiência de grande qualidade num mercado altamente globalizado, é que a velocidade com que temos e proporcionamos experiências está equiparada à velocidade com que se desenvolvem soluções de comunicação adaptáveis à dimensão de cada negócio, passíveis de ser transferidas para a cloud no sentido de economizar espaço, reduzir custos e conferir segurança.

O poder de influência do consumidor no seu negócio nunca foi tão alto e o consumidor tem essa consciência, pelo que é o momento certo para juntar o útil ao agradável e proporcionar uma melhor experiência de utilizador e otimizar as infraestruturas de comunicação. Essa influência atravessa fronteiras e interfere na perceção de qualquer pessoa, independentemente da nacionalidade. Nesse sentido, estas soluções móveis digitais não podem ser, de modo algum, consideradas como inacessíveis pois têm real impacto não somente nos hóspedes portugueses como nos estrangeiros. Vivemos num mundo em que as linhas que separam os países e as divisões dos continentes impostas pelos oceanos são muito ténues. Isto para dizer que o se experiencia num hotel num determinado país tem repercussões noutro.

Além disso, nunca foi tão fácil, barato e eficiente como agora, com a agravante que se continuar a investir numa televisão a dar as boas-vindas o seu negócio vai estar em risco amanhã. Não sou só eu que o digo, os millennials dizem o mesmo! Particularmente em Portugal, há já uns anos que o setor turístico e hoteleiro se “converte” à Transformação Digital e dá os primeiros passos nesse sentido, mas é importante reforçar o papel de soluções que proporcionem efetivas melhorias naquilo que é a experiência de hospitalidade e que motiva a partilha e influência genuínas em todo o mundo.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!