Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Cuidado com a língua! O curso para “apreciadores curiosos” está de regresso

  • 333

Paulo Barata

Afinal de contas, os gostos também se discutem. Desde que devidamente formados. Com a segunda edição deste curso, agora a 14 de abril, desperte o gastrónomo que há em si

Essa velha discussão do que seria do amarelo, se todos gostassem de outra cor, afinal de contas, aplica-se, quando se fala de gosto, de gastronomia e do prazer de estar sentado à mesa, rodeado de amigos e de comida farta. Para o crítico Fortunato da Câmara a mesa é um lugar de prazer inesgotável que através da cozinha nos conduz ao imenso universo da gastronomia. E para que todos possam saber do que falam, quando falam de comida, vai dar um curso que basta olhar para o nome, para se perceber ao que se vai.

A formação chama-se “Gastronomia & Gosto para apreciadores curiosos”, e destina-se a todos os que gostam de comer. Sob a premissa de que “Os gostos só não se discutem…, se não aprendermos a degustar!” o crítico gastronómico do Expresso vai, ao longo de 3 horas no dia 14 de abril na Academia Grandes Escolhas (Rua Gregório Lopes, Lote 1517, r/c A, Lisboa) “despertar o gastrónomo que há em si”.

No curso “Gastronomia & Gosto para apreciadores e curiosos” começa-se por explorar “A perceção do gosto em termos neurofisiológicos e a formação da “personalidade” alimentar desde a infância”. Segue-se pelos caminhos do “papel fundamental dos aromas na apreensão dos sabores. O efeito retronasal através de alguns exemplos práticos”, e explora-se “O aparecimento e a definição da palavra gastronomia”.

Na segunda parte da formação vai-se analisar “O efeito das modas associadas às “revoluções” gastronómicas. A deturpação da nouvelle cuisine e da cozinha molecular na era dos media”, bem como o “Marketing de “guerrilha” para o duelo “azeite vs manteiga”. Na hora de passar para o que chega ao prato, analisam-se “Os produtos certificados DOP, IGP e ETG. A existência de um terroir nos produtos – Queijo Serra da Estrela vs Queijo de Azeitão”.

De forma doce, a formação de Fortunato da Câmara continua pelo “mundo complexo e maravilhoso do chocolate, e dos seus terroirs”, para depois seguir pelas “Diferenças entre cozinha tradicional e regional. Caracterização das cozinhas de autor, vanguarda, fusão, internacional, étnica, etc. Gastronomia Molecular vs Cozinha Molecular”, terminando com “A identificação dos pratos num menu de restaurante e a expectativa de quem os escolhe”.

Fortunato da Câmara frequentou o curso de Produção Alimentar em Restauração da Escola Superior de Hotelaria do Estoril. Iniciou-se na escrita de gastronomia há dez anos. É autor do livro “Os Mistérios do Abade de Priscos e outras histórias curiosas e deliciosas da gastronomia” (2013, Esfera dos Livros), premiado pela Academia Portuguesa de Gastronomia e os Gourmand World Cookbooks Awards. É diplomado pelo Institut des Hautes Études du Goût em França, na pós-graduação especializada em “Goût, Gastronomie, et Arts de la Table”, organizada em parceria com a Universidade de Reims e a escola de cozinha Le Cordon Bleu de Paris. Entre 2013 e 2015 foi convidado pelo Institut des Hautes Études du Goût para lecionar na Universidade de Reims uma masterclass em crítica gastronómica. É desde Janeiro de 2015, crítico gastronómico do jornal Expresso. Acaba de lançar o seu sexto livro: “TOP – Tesouros de Origem Portuguesa”.

O curso “Gastronomia & Gosto para apreciadores e curiosos” requer reserva, verificação de datas e disponibilidade, através do telefone: 211 397 433 ou por este endereço de e-mail. Até à data do curso, Fortunato da Câmara recomenda que se tenha “cuidado com a língua” pois é aí que nasce o gosto, não o bom ou o mau, apenas o gosto de cada um!”.