Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Garrafas para o Natal: ainda está a tempo de encontrar o presente perfeito!

  • 333

Divulgacao

Espumantes, tintos, brancos, rosés e até aguardentes ou wiskies, não há bebida que não calhe bem na época natalícia

A noite da consoada faz-se, normalmente, com um vinho melhor do que aquele que se consome no resto do ano. Mas as celebrações em família ou entre amigos, começam sempre mais cedo, com brindes e votos de boas festas, à volta de um vinho do Porto, de um licor ou de uma qualquer outra bebida mais forte, porque, afinal, o natal é motivo de festa. Depois, há sempre aqueles que deixam os presentes para a última hora, razão pela qual, uma garrafa pode ser sempre um bom presente e simples, quer de encontrar, quer de desembrulhar.

Pêra-Manca tinto 2013
O Pêra-Manca tinto 2013 (€250), a nova colheita do mais emblemático vinho tinto da Fundação Eugénio de Almeida, é apresentado ao mercado numa edição ainda mais limitada do que as anteriores. Deste vinho foram engarrafadas cerca de 19 mil garrafas, reforçando assim o grau de exigência da Adega Cartuxa na seleção das colheitas que só podem ser, naturalmente, de qualidade excecional. À semelhança da colheita de 2011, o Pêra-Manca tinto 2013 é apresentado com o inovador sistema de segurança que permite ao consumidor garantir a sua autenticidade. Produzido apenas em anos de colheita excecional, o Pêra-Manca tinto foi apresentado pela primeira vez em 1990. Estagiou dezoito meses em tonéis de carvalho francês, tendo sido engarrafado em Abril de 2015. O estágio em garrafa foi feito, como é tradição, nas caves do Mosteiro da Cartuxa. Apresenta cor granada densa e concentrada. Aroma muito elegante e fresco, com fruta muito intensa a dominar. Aromas de frutos vermelhos, trufa, especiarias e um caráter balsâmico mais fresco e mentolado. Na boca exibe enorme textura, denso, fresco, com fruta elegante, corpo rico e taninos muito robustos. Acidez muito equilibrada, termina complexo, intenso, com final de boca muito longo e persistente.

Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca Tinto 2015 e Vinha do Rio Tinto 2015
O Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca Tinto 2015 (Preço recomendado: €70) é um vinho com uma concentração impressionante e uma frescura marcante. Na boca apresenta notas minerais, algum chocolate negro, no meio de aromas a frutos vermelhos maduros como cerejas negras. No meio de boca sente-se uma explosão de fruta, seguido de um final fresco e persistente. O Quinta Vale D. Maria Vinha do Rio Tinto 2015 (Preço recomendado: €145)é um vinho de cor intensa, com nuances de violeta, roxo e vermelho escuro. Este vinho tem uma complexidade e uma elegância impressionante, que só uma vinha de 100 anos poderá conferir a um vinho. Há uma presença de fruta madura, com aromas de framboesas, ameixas e cerejas pretas, combinadas com notas frescas de esteva, que aparecem discretamente e de forma elegante à medida que o vinho vai abrindo no copo. São assinados pelos enólogos Cristiano van Zeller, Joana Pinhão e Francisca van Zeller.

Casa Ferreirinha Callabriga Red 2015

O Callabriga é um vinho tinto do Douro, de perfil contemporâneo, intenso e elegante. De cor rubi profunda, é ideal para acompanhar pratos de carne e peixe no forno. (Preço recomendado: €15). Para os amantes de gastronomia hão Casa Ferreirinha Quinta da Leda Red 2015 (€40), um vinho de qualidade superior, símbolo de riqueza e contemporaneidade dos grandes vinhos do Douro e indicado para destacar o sabor de pratos de carne, caça e queijos. Para quem gosta de vinhos com história, a escolha deve recair no Herdade do Peso Essência do Peso 2015 (€22,50), proveniente de uma vinha plantada sobre dois tipos de solo, este vinho de cor vermelho-granada muito profunda, é denso na boca e com final intenso e longo. Enriquece pratos típicos da gastronomia alentejana.

São Matias Reserva tinto 2013 - Edição Limitada
Feito a partir das castas Touriga Nacional (60%), e Jaen (40%) tem origem na Sub-Região da Serra da Estrela e de vinhas localizadas entre os 450 e 500 metros de altitude, situadas entre Tourais e Vila Nova de Tazém em solos graníticos. As uvas foram totalmente desengaçadas para cubas de inox, onde maceraram 24 horas a baixa temperatura, antes de iniciar a fermentação alcoólica, que durou cerca de 15 dias, com remontagens suaves para uma boa extração de cor e aromas. Estagiou em barricas de carvalho francês novas e usadas. Tem um perfil muito atrativo, que conjuga poder e elegância, com corpo cheio de taninos sólidos mas bem polidos pelo estagio em barricas de carvalho francês. Belas sugestões florais e de especiarias, com um fim de boca longo e distinto. (Preço recomendado: €14,90)

Adega Mayor Grande Reserva Pai Chão 2014

Diz a apresentação desta novidade que "este é um vinho que se escreve com todos os sentidos. Quando a terra se toca com as mãos e rega com os sentimentos, nasce uma história de Pai Chão, que só acontece quando a natureza, o homem e a arte se encontram". Um vinho distinto e desenhado a partir das castas Alicante Bouschet (80%) e Touriga Nacional (20%). De cor granada, apresenta uma boa complexidade aromática, notas de especiarias e de frutos negros (amora, mirtilo). Paladar encorpado, bem estrutrado, taninos maduros. Final elegante e de boa persistência. O Pai Chão é um bom complemento para uma gastronomia intensa e bem condimentada, como carnes vermelhas, assados no forno ou pratos de caça. (€37,90)

Aguardente MAVEM Vínica Envelhecida
É uma das novidades do ano. Uma aguardente nacional criada para ser servida simples, em misturas e cocktails ou simplesmente, com gelo. A MAVEM, é uma aguardente vínica 100 por cento portuguesa idealizada por dois irmãos, Liliana e Tiago Rocha, que representam a quinta geração de uma família ligada ao mundo dos vinhos portugueses do Douro e das aguardentes. Destaca-se também pela imagem que combina o estilo manuelino com uma representação contemporânea do azulejo português e figuras alusivas à época dos descobrimentos. O blending único resulta da atenção dada à qualidade e às características climáticas excecionais do local de produção, o Vale do Tejo, onde é possível utilizar a Arte de Maturação Dinâmica. Assim, com o frio do inverno explora-se as notas frutadas e florais e com o calor do verão extraem-se intensas notas de madeira. (Preço recomendado: €39,90).

Jack Daniel’s Tennessee Honey

O novo whiskey é uma mistura de dois sabores que se complementam de forma inovadora sem perderem o carácter e a qualidade inconfundíveis da marca, oferecendo um sabor único e suave que cria o equilíbrio perfeito entre a força e a autenticidade. O Jack Daniel’s Tennessee Honey (€22,90) resulta da junção entre o célebre Jack Daniel’s Old Nº7 Tennessee Whiskey e um licor de mel enriquecido com um toque de caramelo e baunilha. Uma novidade que harmoniza perfeitamente um sabor forte e delicado, perfeito para todos aqueles que abraçam os valores da marca mas que desejam diferentes formas de usufruir da bebida. Para além do sabor a mel, distinguem-se ainda notas subtis de melaço doce, chocolate e amêndoas tostadas, dando vida a um acabamento complexo e diferente de todas as outras ofertas nesta categoria, proporcionando desta forma diferentes experiências e formas de usufruir deste whiskey.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!