Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Douro: Viver a festa das vindimas nas margens do rio

  • 333

Inspirada por uma paisagem de rara beleza, a Região Demarcada do Douro produz alguns dos melhores vinhos do mundo. Há seis quintas de portas abertas até ao final do mês.

Junte-se à festa das vindimas e acompanhe o processo tradicional de produção que resulta em vinhos de excelência.

Quinta de Marrocos
Um antigo convento de frades franciscanos deu lugar à casa principal desta quinta, uma das mais antigas do Douro, datada do século XVII. Para além da produção vínica, os proprietários (quarta geração) da Quinta de Marrocos decidiram adaptar o espaço ao agroturismo, possibilitando assim um conhecimento mais profunda da vida no Douro. A quinta dispõe de alojamento em quartos duplos, decorados com mobiliário da família (€75), e, por reserva, organiza visitas, com prova de Vinhos do Porto e refeição (a partir de €40). Existem pacotes de alojamento com atividades e programas de vindimas, que terminam sempre com uma animada lagarada. Este ano, os “trabalhos” começam às 10h00 com uma caminhada até às vinhas e ainda antes do almoço é feita a pisa a pé. A refeição é servida na quinta, antes de uma visita guiada pela propriedade, que termina com uma prova de vinhos do Porto (€74 por pessoa). A reserva é obrigatória.
Estrada Nacional 222, Valdigem. Tel: 918 828 785

Casal Agrícola de Cevêr
Esta já foi uma tradicional casa burguesa do Douro dedicada à agricultura. Hoje é o vinho a estrela desta quinta, onde predominam a produção de Vinho do Porto, DOC Douro e azeite. Na época das vindimas, a propriedade abre-se a almoços e jantares, em que não faltam as animadas lagaradas. No resto do ano é possível ficar alojado num dos quatro quartos ou alugar a casa na sua totalidade (a partir de €70 por noite) e fazer diversas provas e cursos de vinhos (preços sob consulta). Até ao final do mês, o programa de vindimas do Casal Agrícola de Cevêr , inclui a visita à adega, uma caminhada até às vinhas e participação nos trabalhos de poda e apanha da uva com duração estimada de uma hora. No final, em jeito de celebração, há uma prova de três vinhos: dois DOC Douro e um Porto. O programa tem o custo de €38 por pessoa, com almoço incluído, ou €18 sem a refeição.
R. do Pinheiro, Santa Marta de Penaguião. Tel. 254 811 274

Quinta do Vallado
A história do Douro tem aqui um lugar muito especial. A quinta, construída em 1716, pertenceu à lendária Dona Antónia Adelaide Ferreira. Hoje são os seus descendentes que gerem uma das mais conhecidas marcas do Douro, com produção própria de vinhos de mesa e do Porto. Também a oferta de enoturismo da Quinta do Vallado conheceu grande crescimento nos últimos anos, graças à construção de uma nova ala com oito quartos, feita essencialmente de xisto, que completou a oferta de cinco quartos no solar (desde €120). Os hóspedes têm acesso a diversas atividades vínicas a preços especiais, como cursos e workshops vínicos (a partir de €35), ou até piqueniques nas vinhas e passeios no rio. Até ao final do mês, há dois programas especiais de vindimas para quem se queira juntar: num dele pode optar por pequeno-almoço servido no hotel, às 10h00, participação na tradicional lagarada, com uma aula de corte e poda da vinha, visita à adega com prova dos vinhos produzidos na quinta e almoço. A segunda opção, substitui o pequeno-almoço por um lanche com produtos regionais e arranca às 11h00 com a visita à adega e prova de vinhos (€75 por pessoa). Ambas as opções incluem um kit vindimas, com chapéu, balde, tesoura e t-shirt.
Vilarinho dos Freires, Peso da Régua. Tel. 254 318 081

Quinta de La Rosa
De portas abertas aos visitantes desde 1985, a quinta inaugurou recentemente uma nova sala de provas e loja de vinhos e um restaurante debruçado sobre o Douro. Com 55 hectares, a Quinta de La Rosa está nas mãos da Bergqvist desde 1906. Produtora de vinhos do Douro e Porto, azeite e vinagre de qualidade superior, organiza visitas à adega com provas de quatro a seis vinhos (desde €10), que pode optar por harmonizar com uma tábua de carnes frias, queijo, chocolate e amêndoas (€25). No próximo fim de semana, a quinta convida os apaixonados pela matéria - dos vinhos, entenda-se - a juntarem-se ao “I Trod La Rosa 2017”, o programa de vindimas que começa pelas 10h30 com a receção dos participantes, seguindo-se, depois, uma caminhada pela vinha até ao local da colheita, passando pela vinha Vale do Inferno. Antes do almoço no restaurante Cozinha da Clara, é servido um aperitivo no terraço panorâmico. Durante a visita à adega e à cave de envelhecimento, dá-se início à lagarada, com pisa das uvas a pé em lagares de granito. O programa, com o custo de €80 por pessoa, termina com uma prova de três vinhos, diferentes do que são servidos ao almoço. Para quem não está interessado no programa completo, é possível optar apenas por um jantar vínico (€45 com suplemento de vinhos) ou ficar-se só pela lagarada (€15 por pessoa).
Quinta de la Rosa, 215, Pinhão. Tel. 254 732 254

Quinta do Portal
O imponente edifício desenhado pelo traço certeiro de Siza Vieira salta à vista na paisagem. Confirma- se a beleza da Quinta do Portal, a partir do silêncio dos vinhedos que rodeiam a quinta. Escadas simétricas, pipas autografadas, um telhado que é um jardim relvado e o revestimento em cortiça (que conserva a temperatura e humidade de forma natural, reproduzindo as condições de envelhecimento dos armazéns de Gaia) – são apenas alguns pormenores impressionantes da adega, à qual se junta uma sala de provas com um vasto menu de vinhos, entre propostas mais ou menos convencionais. Até 30 de setembro, a acrescentar à oferta de atividades disponível todo o ano, há dias especialmente dedicados às vindimas que incluem a apanha da uva e a pisa a pé, bem como a visita guiada pelas vinhas e adega e alojamento na Casa das Pipas (a partir de €190).Exclusivamente para grupos, existe a possibilidade de cada um criar o seu próprio vinho (a partir de €10 por pessoa). A visita à adega, guiada, com prova de vinhos, custa €7,50 e pode ser acompanhada de queijos regionais (€5 a €10).
Celeirós do Douro, Sabrosa. Tel. 259 937 000

Real Companhia Velha
Das mais antigas caves portuguesas produtoras de Vinho do Porto saíam, em tempos, néctares e leis que definiam os destinos do Vinho do Porto. Hoje a Real Companhia Velha mantém a imagem de elegância que a caracteriza há 260 anos, mas sabe manter-se atual. A duradoura história da empresa pode ser conhecida durante a visita às caves onde repousam os seus famosos Portos. As visitas podem incluir apenas um tour pela adega com prova de quatro vinhos, acompanhada de frutos secos (visita clássica, €7,50), ou abordagens mais especializadas, com programas que podem ir até €45, com visita à garrafeira vintage, onde repousam cerca de três mil garrafas. Nos sábados 9 e 16 de setembro, a Quinta das Carvalhas vai estar de portas abertas, com um programa especial de vindimas que começa cedo com apanha das uvas e termina com uma prova de diferentes vinhos do Douro de Porto com o selo real Companhia Velha, logo depois da pisa a pé nos lagares de pedra. Pelo meio há um almoço regional, animado com cantares tradicionais (€85 por pessoa). Reserva obrigatória.
Quinta das Carvalhas, Pinhão. Tel. 223 775 100

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!