Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Península de Setúbal: Vinhos, gastronomia e… golfinhos

  • 333

Arrábida

Bruno Barreto

Para além das praias, dos golfinhos e da gastronomia, a região é também a terra do mundialmente famoso Moscatel. Siga a rota Boa Cama Boa Mesa, por terra, mar ou rio, e prove os melhores vinhos da Península de Setúbal

A baía de Setúbal, considerada uma das mais belas do mundo, a Arrábida, candidata a Reserva da Biosfera, o rio Sado, os golfinhos, as praias de Tróia, o Castelo de Palmela e o património gastronómico são razões mais do que suficientes para uma visita de descoberta da região da Península de Setúbal. Juntem-se os peixes e mariscos, bem como os vinhos produzidos na região e está garantida uma “torna-viagem”.

Cruzeiros enoturísticos
Nos meses de verão, esta é, talvez, a melhor forma de juntar, numa só atividade, o melhor que a região de Setúbal tem para oferecer: um passeio de barco pelo rio Sado e ao largo da Arrábida, com os golfinhos como companhia e com direito a assistir ao por do sol. Com saídas da Doca das Fontainhas, em Setúbal, às 18h30, e da Marina de Troia, às 18h50, os cruzeiros enoturísticos “Wine Sunset Party” (€30) realizam-se todos os sábados. Estes passeios, organizados pela SadoArrábida e pelas adegas aderentes, com o apoio da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, incluem provas de vinhos comentadas por enólogos e produtores, acompanhadas de música, degustações de produtos típicos da região, como queijos, enchidos e doçaria tradicional. Este mês ainda vai poder provar os vinhos da Cooperativa Agrícola Santo Isidro de Pegões (dia 19) e Xavier Santana (dia 26).
Reservas: Tel. 915 560 342/ e-mail geral@sadoarrabida.pt

Summer Wine Sessions
No próximo dia 16 de agosto, a adega Quinta do Brejinho da Costa organiza mais duas edições da “Summer Wine Sessions”, que incluem visita guiada à adega, animação musical com DJ e churrasco. Localizada junto mar, entre as praias da Galé/Fontaínhas e Aberta Nova, esta quinta produtora tem apostado na vertente de enoturismo, para reforçar a sua presença nesta zona, que junta longas praias e zonas arenosas chamadas de “brejinhas" à grande mancha florestal de pinheiro manso, ainda associada à Comporta. Para além dos vinhos, a quinta também produz azeite. Para além das “Summer Wine Sessions” (€25, por pessoa), pode optar por visitas, com provas de vinhos, e até por um piquenique na vinha, em local escolhido e com um cesto com vinhos e produtos regionais (€20).
Quinta do Brejinho da Costa, Brejinho d’Água, Grândola. Reservas: 212 334 398

Quinta do Piloto: Wine & Sushi
200 hectares de vinha e 40 anos de história na região são a base deste projeto que evoluiu da produção a granel para pequenos tesouros engarrafados. Na Quinta do Piloto destaca-se a recuperação de uma casta quase extinta, a Moscatel Galego Roxo. A quinta organiza visitas guiadas diárias (de quarta-feira a domingo) à adega e às vinhas, com provas de três e cinco vinhos. Nos meses de verão, ao jantar, junta-se o melhor de dois mundos: o vinho e o sushi (€45). Percebe-se que os brancos da Quinta do Piloto vão casar, na perfeição, com os pratos preparados pela equipa de sushimen do restaurante Sentido do Mar (Costa da Caparica). Na quinta tem também à disposição uma loja com muitos tesouros vínicos.
Rua Helena Cardoso, Palmela. Reservas: Tel. 212 333 030

De comboio pelas vinhas…
A apenas 40 minutos de Lisboa, é possível descobrir a aldeia vinhateira de Fernando Pó, localizada no sopé da serra da Arrábida, numa singular viagem de comboio que percorre a Rota dos Vinhos do Pó. O passeio acontece todas as quintas-feiras e sábados, mediante marcação (€75), e inclui passeio pelo “jardins de vinhas” e prova de Moscatel de Setúbal com o produtor Filipe Palhoça Vinhos, visita guiada à adega com prova de vinhos na Fernão Pó Adega e almoço com vista panorâmica sobre as vinhas na Casa Ermelinda Freitas. Partidas, pela manhã, desde a Estação do Oriente, em Lisboa.
Reservas: On Innovation, Tel. 916153202 / e-mail: geral@on-innovation.com

Casa Mãe da Rota dos Vinhos
Uma antiga adega, com instrumentos recuperados ao tempo, serve hoje como local de informação e divulgação dos vinhos da Península de Setúbal. A partir daqui pode marcar visitas a mais de 20 quintas produtoras e a outros locais que fazem parte do património da região, desde centros de artesanato a queijarias, passando por atividades como observação de golfinhos ou passeios de barco pelo Sado. A casa funciona também como loja de vinhos, com preços de adega, e montra gastronómica, com vasta oferta de produtos regionais, doces e salgados, apresentados, também, em menus de degustação. A Casa Mãe da Rota dos Vinhos funciona de segunda-feira a sábado, das 10h00 às 19h00, e domingo, das 13h00 às 19h00. Por estes dias, as noites são animadas com serões especiais. Dia 19 de agosto, a partir das 22h00, com entrada livre, conte com um espetáculo de guitarras portuguesas
Largo de São João Baptista, Palmela. Tel. 212 334 398

José Maria da Fonseca e os “Torna-Viagem”
Os mais de 200 anos de história fazem com que a própria região se confunda com os vinhos produzidos nesta casa. Foi fundada em 1834 e é a mais antiga produtora de Vinhos de Mesa e Moscatel de Setúbal ainda em produção. Na Casa-Museu José Maria da Fonseca, o centro de toda a atividade, existem vários objetos que testemunham os mais de dois séculos de existência, sendo organizadas visitas regulares através de todo o património histórico da empresa, que podem terminar com provas de vinhos (a partir de €3,50). Não deixe de saber mais sobre os “Torna-Viagem”. No final do século XIX, o Moscatel era muito exportado para o Brasil. O vinho que sobrava regressava a Portugal. O transporte era efetuado em navios que atravessavam todo o Atlântico e, por isso, sujeitos a elevadas temperaturas. Quando os barris eram desembarcados, notava-se que o vinho estava mais concentrado e suave, ou seja, com ainda melhor qualidade. Estes vinhos ficaram conhecidos por “Torna-Viagem”.
Rua José Augusto Coelho, 11, Vila Nogueira de Azeitão. Reservas: Tel. 212 198 940 / e-mail: enoturismo@jmfonseca.pt

Restaurante A Escola
Este restaurante, na estrada que faz a ligação entre Alcácer do Sal e a Comporta, recuperou e manteve uma escola primária do século passado, com direito a quadro negro, recreio (agora esplanada e parque infantil) e, até, às antigas mesas corridas, onde se aprendia a lição. Hoje, a cartilha é outra. Aqui, aprende-se a reconhecer a excelência da cozinha alentejana, salpicada de influências marítimas. Como as lições gastronómicas não param de surpreender, no restaurante A Escola, prove a empada de coelho bravo acompanhada de arroz de pinhão ou a perdiz na púcara. Enguias e choco frito são outras possibilidades. O grande segredo deste restaurante, liderado por Henrique Galvão, é a garrafeira, onde pontificam os vinhos da Península de Setúbal. Tem guardado de forma discreta, provavelmente a maior coleção de vinho Moscatel de Setúbal, com referências da quase totalidade dos produtores.
EN 253, Cachopos, Alcácer do Sal. Tel. 265 612 816

Casa da Baía
É conhecida como “a sala de visitas” da região de Setúbal por servir de montra aos produtos de referência do concelho. Inclui uma garrafeira que representa 36 produtores da região, uma loja gourmet, com queijos e doçaria tradicional, e ainda um agradável espaço exterior. A Casa da Baía um integra também o Posto Municipal de Turismo. Não deixe de observar, na zona ao ar livre, o chão em vidro, por debaixo do qual se encontram vestígios arqueológicos descobertos no local.
Avenida Luísa Todi, 468, Setúbal. Tel. 265 545 010

Museu do Palácio da Bacalhôa
Inaugurado em abril, o Museu do Palácio da Bacalhôa, em Vila Fresca de Azeitão, mostra, através de uma exposição inédita e permanente, a história, a arquitetura e a decoração dos mais de quinhentos anos deste palácio, que pertenceu à Casa Real Portuguesa e que é também sede de um dos principais produtores de vinho da região. O novo espaço museológico integra o circuito de visitas de enoturismo dinamizado pela Bacalhôa Vinhos de Portugal. O Museu do Palácio da Bacalhôa está aberto de segunda-feira a sábado para visitas guiadas (€4), que incluem uma prova de vinhos. Das janelas é possível observar o jardim japonês, e a árvore Kaki, “bisneta” da única árvore sobrevivente à bomba de Nagasaki.
EN 10, Vila Fresca de Azeitão. Reservas: Tel. 212 198 067 / visitas@bacalhoa.pt

Expresso oferece guia “À Mesa com Vinhos da Península de Setúbal” by Boa Cama Boa Mesa

Na edição deste sábado, dia 12 de agosto, o Expresso oferece a todos os leitores o guia “À Mesa com Vinhos da Península de Setúbal” by Boa Cama Boa Mesa. Este guia, distribuído gratuitamente, apresenta 20 restaurantes (10 no distrito de Setúbal e 10 no distrito de Lisboa), onde os vinhos da Península de Setúbal estão melhor representados. A cada restaurante foi associado um vinho de um produtor desta região, bem como uma receita. No guia encontra ainda sugestões de enoturismo. “À Mesa com Vinhos da Península de Setúbal” é o resultado de uma parceria com a Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal, que levou a equipa do Guia Boa Cama Boa Mesa a avaliar a presença dos vinhos desta região nas cartas dos restaurantes dos distritos de Setúbal e de Lisboa. Para tal, foram elaborados critérios de avaliação e valorização, desde a quantidade de referências disponíveis até ao serviço, passando também pelo aconselhamento e harmonizações propostas em função dos pratos sugeridos. Foi, obviamente, também considerado o destaque dado ao Moscatel de Setúbal, uma das imagens de marca da região, com reconhecimento tanto em Portugal como além-fronteiras.

Texto publicado no Expresso Diário de 10/08/2017

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!