Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

O impressionante MSC Meraviglia passou por Lisboa!

  • 333

O maior navio que alguma vez atracou na capital deixou à passagem pelas calmas aguas do Tejo meia cidade espantada. Um gigante dos mares, com 19 andares, e mais de 7 mil pessoas a bordo

Quase todos os linguistas são unânimes em afirmar que a língua portuguesa tem mais de 400 mil palavras. Dizem também que todos os anos o léxico cresce e há novas formas de expressão a juntar às conhecidas e registadas, aumentando assim a riqueza da língua portuguesa. No entanto, para descrever o MSC Meraviglia, o quarto maior navio do mundo e o maior de sempre a atracar em Lisboa, no Cais de Santa Apolónia, basta uma: Impressionante!

Ao longo destas linhas vai ler várias vezes a palavra impressionante. Dizem também os dicionários que impressionante significa “Que provoca impressão; que impressiona os sentidos por ser admirável; fascinante” ou “Que causa deslumbramento; surpreendente”. Ora basta olhar para o imponente navio para perceber que impressionante é a palavra correta. Mas que dizer quando se sabe que o MSC Meraviglia custou 900 milhões de euros? Correto: impressionante. E já agora, que palavra pode definir um barco que demorou três anos a preparar, 26 meses a construir e que usou 35 mil toneladas de aço, 9 mil toneladas de eletrónica e 50 mega blocos? Acertou outra vez: impressionante.



O resultado final, o MSC Meraviglia, que por uma noite se confundiu com um bairro da cidade tem ainda mais números, insistimos, impressionantes. De comprimento são 315 metros, de altura o equivalente a 19 andares e lá dentro cabem 5714 passageiros e 1540 tripulantes. Só por comparação, recordamos que a Ponte 25 de Abril tem 190,5 metros de altura, a Ponte Vasco da Gama tem 155 metros e a Torre Vasco da Gama, o mais alto edifício da cidade, tem 140 metros.



Mas há muito mais dentro deste navio já considerado a “Oitava Maravilha do Mundo”. Só decks são 19, 32 elevadores e uma rua principal, a Promenade, com 96 metros de comprimento e um (lá volta a palavra) impressionante ecrã LED onde são projetadas imagens como o nascer do sol, o céu estrelado, ou reproduções de tetos de monumentos famosos. Tem ainda 11 restaurantes, 15 bares interiores e cinco exteriores e um parque aquático no topo do navio.

No MSC Meraviglia há ainda 21 lojas e locais de entretenimento, dois simuladores de F1 em tamanho real e um infindável mundo de animação a descobrir por quem ficar numa das 2244 cabines espalhadas pelo navio. Se precisar de aceder à internet o ligar-se às redes sociais para saber o que se passa no mundo, há 16 mil pontos de conectividade, 700 pontos de acesso digitais e 114 ecrãs interativos à disposição.



Para o fim guarda-se outra descrição, igualmente impressionante. Dos 900 milhões de euros gastos para construir o MSC Meraviglia, 100 mil foram usados para receber a bordo o famoso Cirque du Soleil, fundado em Baie-Saint-Paul em junho de 1984 pelos artistas de rua Guy Laliberté e Daniel Gauthier. Considerada a maior companhia de circo do mundo, criou dois espetáculos exclusivos, chamados Cirque du Soleil at Sea, que se apresentam duas vezes por dia durante seis noites da semana. O Carousel Lounge, onde a companhia se apresenta, foi criado pela MSC Cruzeiros em conjunto com o arquiteto Marco De Jorio e está equipado com tecnologia evoluída e de última geração, bem como de equipamento especial, com capacidade para receber até 413 viajantes por espetáculo, onde a interação entre os artistas e os convidados é potenciada.

O MSC Meraviglia já deixou Lisboa, rumo a Barcelona, e vai ficar para já a operar no Mediterrâneo, rumando posteriormente ao norte da Europa. Espera-se que volte a atracar em Lisboa para, mais uma vez, impressionar a cidade e os lisboetas, bem como os milhares de turistas que visitam a capital e mostrar no rio Tejo a razão pela qual este barco é a “Oitava Maravilha do Mundo”.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!