Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Conheça os vinhos do Porto que seduziram a Rainha de Inglaterra

  • 333

Ao serviço de Sua Majestade: Porto Graham’s e Taylor’s credenciados como fornecedores oficiais da Casa Real inglesa.

Isabel II é há muito apreciadora de Vinho do Porto. Rendida a dois néctares durienses, a Rainha de Inglaterra emite dois ‘Royal Warrant’: Porto Graham’s e Taylor’s receberam esta semana um alvará real que os credencia como fornecedores oficiais de Sua Majestade. O Alvará Real (em inglês ‘Royal Warrant of Appointment’), é uma marca de reconhecimento de que o detentor é fornecedor regular de Sua Majestade ou da sua Casa.

Por decreto de Sua Majestade a Rainha Isabel II, a Symington Family Estates foi credenciada como fornecedor oficial da Corte Real da sua majestade com o ‘Royal Warrant’ para o Vinho do Porto Graham’s. Uma singular honra que merece o orgulho de toda a família e colaboradores, expresso nas palavras de Johhny Symington: “O nosso bisavô recebeu o ‘Royal Warrant’ da Sua Majestade o Rei George V para o Vinho do Porto Dow’s. É um grande orgulho estar na quarta e quinta geração da família e receber novamente este reconhecimento para o Vinho do Porto Graham’s. Estamos certos que os nossos antepassados se sentem orgulhosos de tal feito e de que a família continua a garantir o reconhecimento e crescimento da empresa”.

Séculos de história selados com um brinde

Fundada no Porto em 1820, a W&J Graham’s é hoje reconhecida como um dos grandes nomes do Vinho do Porto. As icónicas caves em Vila Nova de Gaia foram construídas em 1890, armazenando 3,500 cascos de carvalho, tonéis e balseiros de Vinho do Porto.

Os Symington são produtores de Vinho do Porto há cinco gerações, desde 1882, mas o seu envolvimento no Vinho do Porto remonta a 1652; atravessa catorze gerações por via da sua bisavó Beatriz Leitão de Carvalhosa Atkinson. A empresa familiar é um dos principais produtores de Portos de categorias especiais e a principal proprietária de vinhas no vale do Douro, com mais de 1 000 hectares distribuídos por 27 quintas.

Também a Taylor’s recebeu esta semana um Alvará Real de fornecedor de Vinho do Porto a Sua Majestade a Rainha Isabel II de Inglaterra. A empresa - fundada em 1692, manteve o seu cariz familiar ao longo de toda a sua história. A firma é conhecida sobretudo pela elegância e longevidade dos seus Vinhos do Porto Vintage - orgulha-se de ter sido fornecedora de Vinho do Porto à Rainha e à Casa Real ao longo de muitos anos.

O Alvará Real da Taylor’s foi concedido ao seu Diretor Geral, Adrian Bridge, que irá representar a firma nas suas comunicações com a Casa Real. “A concessão do Alvará Real coincide com o 325° aniversário da Taylor’s. Penso que não haverá melhor honra para marcar esta importante etapa na nossa longa história”, referiu Bridge, salientando “os padrões de excelência que nos permitiram receber este importante reconhecimento” como um trabalho de toda a equipa.

De barco, entre Vila Nova de Gaia e Londres

Celebrar 325 anos de história em alto mar: A Taylor’s associou-se a Ricardo Diniz, navegador solitário e embaixador do mar, para recriar a primeira exportação de vinho do Porto da casa. Tal como antigamente, o vinho do Porto será embarcado na beira-rio de Vila Nova de Gaia, em frente às caves Taylor’s, com destino a Londres.

Recriando a história do primeiro carregamento de vinho do Porto Taylor’s para Londres, será embarcada uma pipa em frente às Caves Taylor’s, no cais de Vila Nova de Gaia, contendo uma edição limitada de um Vinho do Porto especialmente elaborado para comemorar o aniversário. Esta importante carga será desembarcada na margem do rio Tamisa, havendo em seguida um evento comemorativo na Torre de Londres. Então, como hoje, a Inglaterra é ainda o principal mercado para as categorias especiais de vinho do Porto. Ricardo Diniz, navegador solitário português, será o homem do leme que promete levar a bom porto a história e os vinhos da casa Taylor’s.

Em 1692, Job Bearsley, um comerciante inglês, chegou a Portugal para se aventurar no negócio do vinho, fundando a empresa que hoje conhecemos como Taylor’s. “Se hoje o vinho do Porto é um dos grandes clássicos em todo o mundo, deve-se também ao trabalho incansável da Taylor’s ao longo de gerações”, sublinha Adrian Bridge, diretor geral da Taylor’s, salientando que, em 325 anos, “sempre estivemos na linha da frente. Fomos pioneiros na criação de novas categorias de vinho do Porto, introduzimos a viticultura sustentável, desenvolvemos enologia de ponta, conservando práticas tradicionais, e abrimos caminhos difíceis para mercados que hoje são fundamentais para o negócio do vinho”.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!