Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Vida

Roteiro: Uma aventura entre a natureza e o glamour do Buçaco

  • 333
Lago Grande
1 / 51

Lago Grande

Fonte Fria
2 / 51

Fonte Fria

Vista de uma ermida
3 / 51

Vista de uma ermida

Loja da Mata
4 / 51

Loja da Mata

Mata
5 / 51

Mata

Passeio dos Fetos
6 / 51

Passeio dos Fetos

Passeio dos Fetos
7 / 51

Passeio dos Fetos

8 / 51

Mata
9 / 51

Mata

Mata
10 / 51

Mata

Palace Hotel do Bussaco
11 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Palace Hotel do Bussaco
12 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Palace Hotel do Bussaco
13 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Palace Hotel do Bussaco
14 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Palace Hotel do Bussaco
15 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Loja da Mata
16 / 51

Loja da Mata

Miradouro das Portas de Coimbra
17 / 51

Miradouro das Portas de Coimbra

Edição especial Bussaco da Água do Luso
18 / 51

Edição especial Bussaco da Água do Luso

Portas de Coimbra
19 / 51

Portas de Coimbra

20 / 51

Portas de Coimbra
21 / 51

Portas de Coimbra

Pretório
22 / 51

Pretório

Pretório
23 / 51

Pretório

Palace Hotel do Bussaco
24 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Palace Hotel do Bussaco
25 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Lago Grande
26 / 51

Lago Grande

Fonte Fria
27 / 51

Fonte Fria

Casa do Miradouro
28 / 51

Casa do Miradouro

Casa do Miradouro
29 / 51

Casa do Miradouro

Casa do Miradouro
30 / 51

Casa do Miradouro

Casa do Miradouro
31 / 51

Casa do Miradouro

Casa do Miradouro
32 / 51

Casa do Miradouro

Casa do Miradouro
33 / 51

Casa do Miradouro

Casa do Miradouro
34 / 51

Casa do Miradouro

Convento de Santa Cruz
35 / 51

Convento de Santa Cruz

Palace Hotel do Bussaco
36 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Palace Hotel do Bussaco
37 / 51

Palace Hotel do Bussaco

Capela
38 / 51

Capela

Mata
39 / 51

Mata

Fonte Fria
40 / 51

Fonte Fria

Mata
41 / 51

Mata

Mata
42 / 51

Mata

Mata
43 / 51

Mata

Capela
44 / 51

Capela

Mata
45 / 51

Mata

Vista do Miradouro das Portas de Coimbra
46 / 51

Vista do Miradouro das Portas de Coimbra

Ermida
47 / 51

Ermida

Vista de uma ermida sobre a Mata e o Palace Hotel
48 / 51

Vista de uma ermida sobre a Mata e o Palace Hotel

Vista de uma ermida sobre a Mata
49 / 51

Vista de uma ermida sobre a Mata

Mata
50 / 51

Mata

Árvore centenária
51 / 51

Árvore centenária

Não foi por acaso que os monges carmelitas a escolheram como refúgio. A Mata Nacional do Buçaco oferece a tranquilidade da natureza, mas hoje acrescenta a aventura dos trilhos, o glamour de um palácio e o entusiasmo de novas experiências.

Não foi por acaso que os monges carmelitas a escolheram como refúgio. A Mata Nacional do Buçaco oferece a tranquilidade da natureza, mas hoje acrescenta a aventura dos trilhos, o glamour de um palácio e o entusiasmo de novas experiências.

Seja qual for o seu tipo de atividade predileta, aqui pode perder-se na diversidade da natureza, da flora e da fauna, apreciar a beleza dos jardins, seguir a Via-Sacra, meditar numa ermida, observar a paisagem do alto de um miradouro, refrescar-se na fonte fria ou deixar-se encantar pela beleza e glamour do Palácio do Bussaco.

Ainda é manhã mas o sol forte já queima sem clemência neste dia quente. Uma paragem pelo Luso para bebericar da fonte renovada esta água fresca e segue-se para o monte, pela estrada estreita, de paralelos, curva contra curva como antigamente. Aqui começa a cair uma frescura que só a sombra de árvores centenárias podem proporcionar.

A estrada parece que parou no tempo lembrando um passado de viagens demoradas e sinuosas, tempos em que esta mata era um local de romaria frequente em família. À chegada à praça central do Buçaco, ofusca a beleza do Palácio, deixa-nos rendidos a imensidão de verde, o passado que aqui se respira, a tranquilidade e o silêncio, mesmo com tantas pessoas que ao sábado de manhã escolhem este local para explorar ou simplesmente passear. Mas a surpresa aumenta a cada passo, mesmo não sendo esta uma novidade, ainda que exista uma vaga memória daqueles caminhos, daquela estética, como a das antigas paragens de autocarro ou das placas de sinalização. É que revisitar o Buçaco hoje não é uma repetição, mas uma nova aventura.

Embarcar numa viagem no tempo
A história da mata do Buçaco, cuja antiguidade é atestada por árvores gigantes, conta-se em várias fases. O cenário, com todo o seu denso e diversificado verde, as pequenas casas dos monges, a edificada reconstituição da antiga cidade de Jerusalém e uma via-sacra com 20 estações são património único no país.

Esta mata já foi simples espaço verde, antes de ter sido adotada como casa pelos monges carmelitas. Foram estes religiosos que trataram de plantar espécies diversificadas, muitas das quais inspiradas na antiga Jerusalém, que também quiseram replicar dando forma aos socalcos do monte e construindo algumas réplicas de edifícios locais.

Ao longo dos anos aqui habitaram, em silêncio e clausura, até que abandonaram a mata à sua sorte. Mas este foi apenas um dos momentos marcantes da vida da Mata, que acolheu a Batalha do Buçaco entre 1810 e 1811. Alguns anos mais tarde, é aqui construído um edifício emblemático para o local: O Palace Hotel do Bussaco. Exemplo do requinte e opulência de outros tempos, em que cada pequeno detalhe fazia a diferença, é uma construção que engana a idade com as suas linhas barrocas e impressionantes pelo detalhe. Pode ficar alojado neste templo de luxo a partir de 90 euros por noite. Mais informações no site do Palace Hotel do Bussaco.

Para sentir todo o glamour de outros tempos, em harmonia com o palácio, nada melhor que um passeio de carro clássico. A mata organiza passeios temáticos em parceria com a empresa Margens que são uma experiência única! Pelos caminhos mais emblemáticos da mata, pode optar por um passeio pelo Buçaco Romântico ou uma viagem pelos seus miradouros. Os modelos variam entre o Carocha de 1956 e o Thriumph de 1960, passando por um Ford Cortina de 1970, por um Mini Morris de 1972 ou por um BMW 2022 de 1974. Mais informações e preços no site da Fundação Mata do Buçaco.

Pelos trilhos da floresta relíquia
Dos jardins simétricos à densa mata quase selvagem, passando pelo tradicional caminho dos fetos, florido, não falta o que descobrir neste que é um dos espaços verdes mais misteriosos do país, denominado de floresta relíquia por diversos estudiosos. Muitas vezes comparado a Sintra, o Buçaco contém o mesmo mistério envolto pela neblina e escondido por densas árvores de todo o feitio. Enormes, altas, com séculos de vida e muitas únicas no país, estas árvores testemunham a história que por aqui foi decorrendo ao longo dos séculos e impressionam enquanto testemunhas vivas do tempo.

Se vai visitar o Buçaco num sábado, inspire-se com um copo de espumante Casa Messias ou vinho Quinta do Valeiro, produzidos localmente, na região demarcada da Bairrada, e que os produtores oferecem na esplanada junto ao palácio. Se gostou ou quer aprofundar os conhecimentos sobre esta região vinícola, saiba que pode marcar uma vista às vinhas e caves de alguns produtores locais que abrem as suas portas e desvendam o processo de produção destes néctares da Bairrada. Todos os sábados pela manhã, até setembro, as provas - que decorrem na esplanada -, e as visitas às caves - que basta marcar com os proprietários - são gratuitas. Com o ânimo mais leve, parta à descoberta da mata, perca-se pelos trilhos, aviste a paisagem a perder de vista de algum dos miradouros e sente-se à fresca das densas árvores que povoam o local.

Pode também dedicar-se ao silêncio e recolhimento numa das casas reconvertidas da mata, onde a paisagem, o verde e o ar puro entram pela janela. Esta é a primeira de várias que serão recuperadas ao longo do tempo e que, com uma decoração simples, que preserva a personalidade do local e deixa a natureza entrar pelas janelas, consegue tornar-se um refúgio de tranquilidade. A Casa do Miradouro está disponível a partir de 12 euros por pessoa e por noite. Consulte toda a informação sobre este espaço no site da Fundação Mata do Buçaco?.

A religião anda de mãos dadas com este local e são várias as referências à cristandade aqui presentes. Além das óbvias Via-Sacra e capelas, o Convento de Santa Cruz e as ermidas para meditação, diz-se que duas das quatro bulas papais existentes no país estão aqui nesta mata. Situam-se nas Portas de Coimbra, uma das primeiras entradas neste 'complexo', que hoje é um extenso e agradável miradouro e onde, outrora, as mulheres estavam proibidas de entrar.

Pausa merecida
É por isso ainda maior privilégio trilhar estes caminhos verdes - há diversas visitas guiadas e quatro trilhos diferentes que pode percorrer, se não quiser deixar-se perder na mata.

Antes de partir em busca de alimento não deixe de visitar a Loja da Mata, local onde produtos regionais, feitos por artistas locais e, muitos deles, reutilizando desperdícios da mata, mas também louças, uma edição especial dedicada ao Buçaco da Água do Luso e ainda plantas oriundas da mata podem ser adquiridos. Um espaço polivalente que é também posto de informações várias e pedidos para visitas especiais do vasto cardápio disponível.

Depois de um dia a respirar a história, lembrar passeios antigos, conviver com árvores testemunhas dos últimos séculos, avistar a bela paisagem proporcionada pelos miradouros ou subir a escadaria da Fonte Fria, o apetite é voraz. Os prazeres da mente dão então lugar aos do corpo com uma refeição que não dispensa o leitão à Bairrada, verdadeira iguaria para os apreciadores. A menos de 10 quilómetros, na Mealhada, difícil é escolher uma das muitas casas dedicadas a este prato típico, habitualmente regado com espumante regional e antecedido por um pão acabado de sair do forno.

Ao sol ou sob a luz da lua
Dos deliciosos passeios ao luar, que acontecem uma vez por mês nas noites de lua cheia, aos passeios de carro clássico pelas estradas de paralelos da mata, passando pelas iniciativas de sensibilização e conservação ambiental ou pelas muitas iniciativas para crianças, não falta o que fazer neste espaço verde por excelência em atividades organizadas pela Fundação Mata do Buçaco, que tem a seu cargo a gestão do local.

As próximas atividades fixas que aqui acontecem são o Buçaco ao Luar, o próximo dedicado aos morcegos na mata, sábado, 27, das 21h30 à meia-noite, que custa 5 euros por participante e cujo ponto de encontro é no Convento de Santa Cruz do Buçaco. Alguns dias mais tarde, a 2 de agosto, celebra-se a Lua Cheia com um passeio orientado, noturno, que passa por locais emblemáticos da mata e custa 4 euros por participante.

Consulte as muitas atividades desenvolvidas durante o ano no site da Mata Nacional do Buçaco.

As entradas na Mata Nacional do Buçaco são gratuitas para os visitantes que acedam a pé, custam 2 euros para motos, 5 euros para veículos ligeiros, 7 euros para automóveis com mais de sete lugares e 30 euros para veículos pesados de passageiros.


Acompanhe o escape.pt no Facebook!
*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.