Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

The History Man: Chegou o terceiro capítulo de uma nova era…

  • 333

Protegido, no interior da zona amuralhada de Óbidos, nasceu há dias o The History Man – Casa de Pasto. É o terceiro capítulo de uma nova era iniciada em 2012, nesta vila que é também literária. O casal Marta Garcia e Telmo Faria fizeram nascer, há seis anos, o Rio do Prado, uma unidade de alojamento com forte identidade ecológica, que tem a sustentabilidade como um dos pilares do seu desenvolvimento. A menos de cinco quilómetros do centro de Óbidos, o Rio do Prado, que se define como “turismo criativo e sustentável” tem sido várias vezes premiado nos últimos anos (Chave de Ouro na edição 2018 do Guia Boa Cama Boa Mesa). É aqui que está o primeiro capítulo desta nova era, uma vez que o Rio do Prado é o “The Maker Man”.

O segundo capítulo surgiu em outubro de 2015, com a abertura do The Literary Man, o hotel que se escreve a si mesmo e que ganhou o título de “maior hotel literário do mundo”, ao acomodar, nos quartos e nas zonas comuns, mais de 60 mil livros, alguns oriundos de coleções privadas, além de um restaurante, devidamente batizado de “Book & Cook”.

Com a experiência acumulada, também na vertente de comidas e bebidas, que cada vez mais é assumidamente “farm to table”, os mentores dos dois projetos fizeram nascer, há poucos dias, o terceiro capítulo desta nova era: The History Man – Casa de Pasto! Num edifício antigo, que no piso superior alberga o Museu Municipal de Óbidos, o The History Man aposta “num novo ambiente literário de riqueza cultural expressiva”, explicam Marta e Telmo, acrescentando que este projeto “dá continuidade à ideia de fundir a cultura na hotelaria criando hotéis e restaurantes literários e aparece como homenagem e contributo à Óbidos Vila Literária, criando locais de descontração, mas inovadores”.

Já no coração da vila, no interior da zona amuralhada, e com acesso pela Praça de Santa Maria, o The History Man desenvolve-se em três grandes áreas: as duas salas interiores de restaurante, uma taberna/loja, com entrada independente para a rua, e um magnífico pátio, onde está instalada uma esplanada, um lounge e uma cozinha exterior. O Kamado (um grelhador e/ou forno japonês) destaca-se na zona de confeção e bar exteriores, bem como uma zona para cozinhar com fogo, onde um tacho XXL já deu a provar uma magnífica paella.

Com os dias amenos de verão é na zona exterior que tudo acontece, dos cocktails aos petiscos, dos vinhos aos pratos mais substanciais. Existe uma ementa específica para esta área, que convida a longas tertúlias, com ou sem livros, onde se destacam os grelhados, como o Lombo de novilho (€18), Espetadas de frango (€11) e Entrecosto de porco (€14), que podem ser acompanhados, preferencialmente, por Migas, Arroz de feijão ou Legumes salteados. Cada prato tem uma guarnição à escolha, cada opção extra custa €3. Diariamente a ementa oferece uma receita de “Tacho”. Complementam a ementa três opções de massa fresca, com a Pasta com amêijoas (€13), em excelente plano.

Já as salas interiores do The History Man – Casa de Pasto são os livros os protagonistas maiores da decoração: “Rodeamo-nos de uma coleção de milhares de livros e documentos de História”, explicam Marta e Telmo, que destacam, além bonita arquitetura e dos azulejos, a iluminação do espaço, em “que a luz sai dos livros porque é dos livros que nos chega o conhecimento.” Existem muitas “estórias” para contar, como a da origem das cadeiras usadas no restaurante ou das gravuras na ementa.

A carta do restaurante, que vai entrar em vigor muito me breve, mostra toda a força do conceito do The History Man, com muitos petiscos/entradas, mas também pratos de peixe, carne, no tacho e vegetarianos. A lista é quase interminável e tentadora, da Terrina de orelha de porco à Perdiz de escabeche com cebola crocante, do Lingueirão com aipo e maça verde à Enguias fumadas em pinho, passando pelas tábuas de queijos regionais e enchidos. Depois, ao longo das semanas e do esfriar dos dias, os sabores tradicionais reforçam-se em pratos como Rancho, Pipis com grão, Cozido à Portuguesa, Dobrada com feijão branco, Frango na Púcara, Arroz de cabidela e Favas com entrecosto, entre tantos outros. Pasta de rabo de boi e Risotto de ervilhas com coelho em vinho tinto, nas carnes, e Açorda de tomate com polvo panado e Bacalhau grelhado com salada de batata e pickles, nos peixes são outras opções da carta do The History Man – Casa de Pasto. No inverno, a zona de ligação, entre o pátio e as salas interiores vai transformar-se num local para jantares intimistas, inspirado pelo misticismo medieval do espaço, já batizado de “Gradão”.

“A Casa de Pasto leva-nos à boa tradição portuguesa numa vila tão procurada por gentes do mundo inteiro. É aqui, nos livros, nos objetos, nas marcas e nos pratos que queremos ir contando a história”, resumem os mentores do The History Man.

Já que todas as desculpas são boas para visitar esta vila do Oeste saiba que entre 27 de setembro e 7 outubro decorre mais uma edição do FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!