Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Restaurante Casa da Esquila: "Momentos de Verdade" da cultura beirã

  • 333

A proposta é despretensiosa e combina a tradição da Beira Interior com os sabores da terra, confecionados com rigor e criatividade. O restaurante Casa da Esquila, no Sabugal, aposta nos produtos típicos da região. Para além das sugestões da ementa, nesta casa há refeições com "estórias", ou como por aqui afirmam: "Momentos de Verdade". São três menus, todos com um tema diferente. O convite é que opte por um e arrisque numa experiência gastronómica singular e bem portuguesa.

O primeiro menu (€23,90) é inspirado nos “assuquires e chingares”, comes e bebes, do século passado. Não estranhe se não entender as palavras que estão na ementa, os pratos são descritos segundo a gíria Quadrazenha, uma linguagem desenvolvida, há vários séculos, pelos contrabandistas da fronteira, entre Portugal e Espanha. Nas entradas há sugestões como Salada de “vaginas”, mais conhecidas como vagens frescas, Salada e bolinhos de “badeio”, também denominado por bacalhau, e “Nadante” de escabeche, isto é, Peixe de escabeche. Já nos pratos principais, em linguagem corrente, há Batatas com azeite e atum e Coelho da mata com carabineiro. Para terminar, a sugestão passa por “Doçante de escarchante” e “Moca de escaneador”, ou seja, Doce de ovos e café.

O chefe Rui Pedro Cerveira já passou por diversas cozinhas, mas foi nesta pequena) aldeia do Sabugal (Rua da Estrada, 74, Casteleiro, Guarda. Tel. 271 381 070 que decidiu unir os costumes aos pratos que serve. Assim nasce o menu Raízes (€23,90) que é inspirado na tradição, no sabor e na autenticidade da vida da beira interior. O objetivo é “que se possa sentir numa típica casa Beirã”. A refeição começa com Presunto, azeites, azeitonas e bica com chouriça, seguido de Ovos mexidos com norsas, espargos e farinheira. No que diz respeito ao peixe, é o Bacalhau frito quem ocupa o lugar de destaque e é acompanhado com puré de feijão pequeno. Já nas carnes, a opção é Porco confitado com migas de batata e tomate. Para terminar, não podiam faltar os doces tradicionais como o Arroz doce, Gelado de ovo e queijo com compota de morango.

O último menu é o Terreiro das Bruxas e Bruxarias (€28,90) e é inspirado nas lendas da região que descrevem as bruxas e os rituais fantásticos. Este menu é o mais divertido e começa com os Prazeres da bruxa, com rãs, lulas e caracóis, seguidos pelo Caldo de urtigas e unguento, Cogumelos do bosque e Truta fumada com caldo de lagostins. Não se assuste quando chegar à mesa o Ritual de sangue, isto é Arroz de cabidela, e o Sacrifício, também conhecido por Cabrito em cama de ervas. A refeição termina com Trifle de ervas do campo, acompanhado com uma pequena bruxaria, ou se preferir, uma agradável surpresa.

Se não optar por arriscar numa destas experiências gastronómicas, na ementa há diversas sugestões deliciosas, como Lombinho de porco com bacon (€11), Naco de Alcatra à portuguesa (€11/300g), Bacalhau à lagareiro (€7), ou ainda a opção vegetariana, Braz de cogumelos (€7).

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!