Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Oficina do Duque: Uma sardinha extraordinária em dia de Santo António

  • 333

Porque hoje ainda é dia de festa o petisco mais popular de Lisboa mostra-se com nova roupagem. Uma sardinha sui generis para saborear com a benção do padroeiro de Lisboa.



Em dia de festa, o restaurante Oficina do Duque torna a sardinha um prato extraordinário. O petisco mais típico dos Santos Populares junta-se a ingredientes mais nobres, criando a combinação perfeita para apreciar durante as festas de Lisboa. O peixe mais português transforma-se em algo único pelas mãos do chefe Rui Rebelo, com um cone de carvão de bambu, sardinha, algas, coentros e gengibre.

Transformar o ordinário em extraordinário” é mote do chefe que sob este ensejo comanda a sua cozinha. Nesta época, sublinha, a sardinha não podia ser exceção. “Ao juntar elementos do mar e da terra, criámos uma ‘Sardinha Extraordinária’, para celebrar os santos com a cidade”, explica Rui Rebelo.

E porque hoje é dia de Santo António, a ‘Sardinha Extraordinária’ passa a integrar o menu da Oficina do Duque (Calçada do Duque 43, Lisboa. Tel. 210 996 354) e aqui permanece até ao final do mês.Três cones custam €6,5.

Se já comeu sardinhas que cheguem por estes dias, há mais petiscos para provar na Oficina do Duque, dos quais se destacam o Polvo cozido com esmagada de batata a murro (€6,5), o Sortido de hambúrgueres de choco e vaca em pão caseiro (€13), o Bitoque (€11,5) cujo molho demora 16 horas a preparar, o Rabo de boi (€13), ou os Couscous com gelado de menta (€9,5). Para acompanhar sugere-se o refrescante Absolut Basil, cocktail de gelado de manjericão que se revela a escolha ideal para os dias – e noites - mais quentes, e dias de festa como é hoje o caso.

Aproveite para “tirar a banalidade da simplicidade” nesta cozinha “de instinto” onde o chefe Rui Rebelo, que já passou por vários cantos do globo - estudou no Brasil e em Barcelona, trabalhou em restaurantes com estrelas Michelin, como o Alkymia e o Abac, e com chefes de renome como Ferran Adrià e Ramon Morató - tira partido da sua criatividade.

Ontem foi noite longa mas este espaço passou recentemente a abrir também ao almoço, todos os dias.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!

  • Santos Populares: Arraiais “fora da caixa” para celebrar a tradição

    Não vamos cometer a imprudência de chamar à lista que segue uma “alternativa” aos Santos Populares porque isso implicaria um desrespeito tremendo pela noite mais festiva de Lisboa. Há quem adore, quem goste só de ir espreitar o movimento, outros que preferem juntar amigos na varanda e tratar do assunto ali mesmo e ainda quem deteste veementemente a noite de Santo António. E vale tudo, até dizer mal. Só não vale fazer de conta que não existe.

  • Bisca dos 3 na Mouraria: baralhar, provar e voltar a dar

    Novo pop up gastronómico junta dois chefes e um consultor e gastrónomo, empenhados em divulgar os sabores da cozinha tradicional portuguesa. O primeiro “torneio” do Bisca dos 3 está marcado para os dias 7, 8, 9, 10 e 12, no arraial da Associação Renovar a Mouraria, à boleia dos Santos Populares

  • Lisboa: 8 quiosques para aproveitar o bom tempo

    Escondidos nos bairros históricos, em jardins ou em pequenas praças, voltaram a fazer parte do postal ilustrado de Lisboa. São uma coisa muito nossa e onde gostamos de passar tempo. Conheça connosco os quiosques onde vai querer parar nos próximos tempos - há novidades!