Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Quorum: do Algarve à conquista de Lisboa

  • 333

O premiado chefe Rui Silvestre subiu à capaital para baralhar - no bom sentido - a oferta de gastronomia de Lisboa. Entre o Chiado e o Cais do Sodré, há cozinha de autor a preços confortáveis

Para a história ficará sempre o facto de Rui Silvestre ter sido, no ano de 2015, o mais jovem cozinheiro português a conquistar uma estrela Michelin. Tal como fica o galardão de “Prix au Chef de L'Avenir”, da Academia Internacional de Gastronomia, que reconhece a projeção e o talento de jovens chefes promissores a nível internacional. Ficará também nos registos, as mudanças culinárias que deixou o Algarve, para agora tomar Lisboa de assalto...



Não é pessoa que se contente com pouco, e isso repara-se, mal se olha para a carta do novo Quorum, que Rui Silvestre abriu no inicio do ano em Lisboa. Pensado para ser algo mais descomplicado, se quisermos, menos sofisticado do que no Bon Bon, Rui Silvestre apresentava, acabou por ser completamente diferente, com muitas criações do chefe que foram servidas no Algarve a fazer a viagem até Lisboa.



No Quorum, Rui Silvestre está diferente. Está mais maduro, com mais ponderação, mas sempre com uma vontade inegável de crescer e de ganhar, nem que seja a feijões. Assume que este é um espaço temporário, até regressar ao sul onde se voltará a dedicar ao fine dinning, mas até que assim seja, não consegue descomplicar nem servir nada que não seja sofisticado. Uma dor de cabeça, principalmente para a vizinhança, que neste Quorum, encontra um rival de peso.



Ainda falta um pouco para que Rui Silvestre se imponha em Lisboa, mas a generalidade dos clientes não deixa de ficar surpreendida com as propostas da carta. Há três menus de degustação, os “Fauna e Flora” com 5 (€48), 6 (€59) e 8 (€79)momentos, e um serviço à carta, transversal às propostas de degustação. Cada menu pode ser harmonizado com propostas escolhidas pelo Sommelier Sérgio Antunes, que prova com Rui Silvestre a razão pela qual é um dos melhores de Portugal.

A carta do Quorum é simplista, mas elegante e plena de sabor. Há “Ceviche, Tapioca e Flores”, uma deliciosa proposta de “Bacalhau, Gema de Ovo e Coentros”, “Rabo de Boi, Foie-Gras e cebolinhas”, “Goiaba e Quijo de Serpa” e um “Soufflé de Chocolate 70% São Tomé” no primeiro menu de degustação. No segundo acrescentam “Ostra, Caviar Oscietra e Pepino”, “Pho, novilho e Algas”. O menu de degustação completo é uma verdadeira viagem pela criatividade de Rui Silvestre, com propostas que podem mudar ao sabor, qer da vontade, quer dos mercados.



Por altura da visita do Boa Cama Boa Mesa, o Quorum (Rua do Alecrim, 30 B, Lisboa. Tel. 216 040 375), estava em “soft openning”, e ainda não apresentava o primeiro andar a funcionar em pleno, onde um bar e uma mesa que incentiva à partilhar irá servir “finger food” com cocktails de autor. Não temos dúvida que será um espaço (só serve jantares), que vai marcar a noite de Lisboa. Mas não será onde Rui Silvestre volta às bocas do Mundo. As limitações obvias do espaço e a descontração programada para o Quorum não levam Rui Silvestre às estrelas, lugar a que pertence por direito e onde voltará, não haja dúvidas, em breve.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!