Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

“Alta comida” no Baixo Alentejo

  • 333

No Alentejo come-se muito bem. No Baixo Alentejo, ainda melhor. Conheça os setes restaurantes (e tascos do coração) onde vai querer parar entre Beja e Castro verde, com paragem pelo caminho em Serpa, Mértola, Almodôvar e Ourique

Com uma paragem rápida em Beja para repor energias (entenda-se encher a barriga), seguimos direto para o Alentejo profundo em direção à cascata do Pulo do Lobo. Como o tempo não estava de feição para andar de passeio pelas margens do Guadiana desviamos ligeiramente a rota e fomos matar saudades da boa comida regional do Baixo Alentejo. Chamamos-lhe “alta cozinha” por entendermos ser esta uma das mais genuínas e mais ricas do país.

Toi Faróis



Faz-se memorável pela boa comida vinda diretamente da grelha, onde o porco preto é rei. Abanicos (€9) e plumas (€11) são duas das especialidades da carta do Toi Faróis e acompanham com salada de tomate. Por encomenda, há tordos grelhados, coelho e cozido de grão.
Rua Venâncio Rosa Gabriel, 6, Beja. Tel. 284 361 130

Cervejaria Lebrinha



Estávamos de coração partido com o rumor de que a cervejaria mais emblemática de Serpa estaria para fechar as portas. Felizmente não passo de um mal entendido popular e a verdade é que o Lebrinha continua firme e forte a segurar o título da melhor imperial do mundo defende os petiscos de carne e peixe com a mesma devoção e até acrescenta sugestivas fotografias à ementa para que não haja dúvidas na altura de escolher. Independentemente do que escolher, a bifana, “como sobremesa”, é obrigatória.
Rua do Calvário, 6/8 , Serpa. Tel.284 549 311

O Alentejo



Casa de referência, este Alentejo já conta com mais de 30 anos de serviço em defesa da cozinha regional. O cozido de grão é um dos ex-líbris da casa, mas sugere-se a meia dose, para que não deixe de provar a famosa carne à alentejana, confecionada como manda a tradição. A primeira sala, à entrada, funciona como café da aldeia, e é comum, logo pela fresca, encontrar alguns corajosos já debruçados sobre um prato de queijo e presunto e um tinto da casa.
Rua Grande, 3, Moreanes, Mértola. Tel. 286 655 133

O Moinho



A experiência acumulada pelo casal Parrinha acabou por encontrar neste espaço próprio o seu esplendor. A sala d’O Moinho chama a atenção por colocar uma estátua de um burro em tamanho real entre as mesas. Os cozidos de grão (€7) e de feijão à alentejana (aos sábados), o ensopado de borrego e o javali estufado são as especialidades desta casa.
Rua do Arco, 38-B, Almodôvar. Tel. 286 400 156

Castro da Cola



No alpendre, as oliveiras fazem sombra e companhia nos dias mais quentes e o campo fornece os aromas perfeitos para acompanhar a refeição, plena de sabores regionais. A cozinha no Castro da Cola é caseira, feita por quem sabe, com especial mestria na preparação das migas com carne de porco alentejano, do ensopado de borrego, da sopa de cação e da cabidela de galinha. A carta de vinhos é exclusivamente alentejana.
Castro da Cola, Ourique. Tel. 286 516 400

João das Cabeças



Taberna conhecida pelas afamadas cabeças de borrego (€4,50), motivo de romaria de gente dos quatros cantos do país. São barradas com alho e sal e regadas com banha e vinagre. Chegam à mesa acabadas de sair do forno e a fumegar. O João das Cabeças tem à disposição canivetes para facilitar o processo de escarafunchar a carne dos cantos mais escondidos.
Rua da Aclamação, 60, Castro Verde. Tel. 286 322 317

A Cavalariça



Podia ficar conhecido por oferecer a melhor feijoada de porco preto do país (€8). A cozinha d’A Cavalariça é mestre em tudo o que envolva carne (na grelha e na panela), desde a posta ou a costeleta mirandesa DOP, passando pelos lombinhos de porco preto, as presas com migas e as plumas. Na época certa, também há coelho bravo frito e açorda de perdiz. Não faltam na ementa o suculento cozido de grão, o ensopado de borrego, o javali estufado e a sopa de cação.
Rua do Poço, 14, Entradas, Castro Verde. Tel. 286 915 491

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!