Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Restaurante Feitoria: conhecer a matéria que faz um Garfo de Platina

  • 333

João Rodrigues recebeu, esta terça-feira, dia 27 de Março, um Garfo de Platina na cerimónia de entrega de prémios da edição de 2018 do guia Boa Cama Boa Mesa. O chefe do Feitoria, o restaurante premiado do Altis Belém Hotel & Spa, em Lisboa, voltou assim a ostentar um galardão que já conquistado em 2016, a par do prémio de Chef do Ano.

Com novidades na sala, o Feitoria justifica a distinção pela cozinha arrojada e criativa, e onde a visão contemporânea dos Descobrimentos Portugueses marca presença na rota traçada por João Rodrigues. A analogia com a época áurea da História de Portugal é propositada e merece ser explicada.

João Rodrigues, natural de Lisboa e chefe executivo do Feitoria desde 2013, iniciou uma nova e intrépida investida – pacífica, entenda-se – no campo dos produtos de origem portuguesa, em outubro de 2016. A descoberta desenvolvida pela equipa do restaurante tem vindo a evoluir para um minucioso trabalho de campo e de pesquisa liderado pelo chefe lisboeta, que tem vindo a estreitar laços com produtores e fornecedores. A finalidade é descobrir a história, esmiuçar o potencial e evoluir para um processo rigoroso e criativo talhado pela autenticidade de cada ingrediente, sem desvirtuar a sua principal essência: o sabor. A primazia dada à identidade e à tradição são também uma constante no Feitoria, onde ambas partilham a génese deste exercício multidisciplinar, cujo ponto de partida é o produto, a matéria. O epicentro do processo criativo e de pesquisa do Feitoria, e constitui a grande riqueza da cozinha deste restaurante premiado do Altis Belém Hotel & Spa.

Por todas estas razões foi com naturalidade que João Rodrigues tivesse batizado dois dos principais menus de degustação de “Matéria” (um com quatro pratos, por €105, e o outro com seis partos, por €135,) que, na Doca do Bom Sucesso, em Belém, tem levado a bom porto a sua cozinha coerente, criativa e consolidada, onde ganha cada vez mais peso, também, o o trabalho do seu braço direito, o subchefe André Cruz que faz parte da equipa inicial do Feitoria. Na oferta, que também pode ser escolhida à carta, existe ainda um outro menu, “Terra”, por €85.

A aventura prossegue na sala. Aqui, a equipa do Feitoria termina muitos dos pratos, convocando quem está à mesa para uma experiência envolvente. A descoberta constante de cada produto e dos sabores é complementada com uma criteriosa e diversificada seleção de vinhos nacionais e d’além fronteiras feita pelo chefe de sala e escanção André Figuinha. No caso dos menus de degustação pode sempre acrescentar-se, a pedido, as respetivas harmonizações vínicas, cujo valor acresce ao menu.

Entre os pratos dos mais recentes menus, destacam-se propostas como "Matança do porco…", de forte impacto visual, "Carabineiro do Algarve", em que entra em cena uma prensa, e "Pombo, castanha, cogumelos selvagens, foie gras e trufa", uma recriação da afamada perdiz à Convento de Alcântara.

Mas, o trabalho de equipa não termina aqui ou não fosse a Matéria mais do que um menu (ou dois). A mesma ação é sublimada nos chamados "Jantares Matéria". Para cada um destes momentos singulares, João Rodrigues desafia chefes de restaurantes de fora de portas e que pensam “fora da caixa” a vir ao nosso país. Ao invés das concorridas ruas da capital portuguesa, o chefe lisboeta leva-os de viagem para outros lugares. O roteiro decorre em dois dias entre terra e mar e consiste em explorar uma região diferente e os seus produtos na sua essência, conhecer os produtores e um chefe local, entre conversas. A viagem serve de inspiração para a criação de pratos e, ao mesmo tempo, acrescentar valor a cada produto-protagonista num menu único e irrepetível. Objetivo: respeitar a matéria-prima.

O projeto Matéria evolui, também, para uma plataforma, onde João Rodrigues está a incrementar o triângulo composto por produto, produtor e chefe. Ou seja, está a ser construída uma rede de contactos para chefes, na qual cada produto é identificado por região, apresentado ao pormenor e associado ao seu produtor. Assim é “a Matéria que os une.”

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!