Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Espumantaria do Petisco: nova carta de Inverno com espumante a acompanhar

  • 333

A Espumantaria do Petisco, dedica-se a comprovar isso mesmo e vai mais além para lembrar que não só é possível harmonizar refeições com espumante, como é altamente recomendável

Harmonizar uma refeição com espumante pode muito bem a ser a grande tendência gastronómica para o próximo ano e na Espumantaria do Petisco ensina-se esta arte ao embalo da cozinha tradicional portuguesa.

Esta história podia começar com uma anedota sobre um português e um francês que se juntam à mesa numa casa de petiscos para distinguir, através de prova cega, um espumante de um champanhe. Cada um puxaria a brasa ao seu produto, haveria uma reviravolta qualquer em que ambos se sentiriam em vantagem em relação ao concorrente e no fim, com mais ou menos piada, chegariam à conclusão de que, apesar de a cultura do espumante ainda não se ter afirmado em Portugal como a do champanhe em França, a qualidade de ambos os produtos está praticamente ao mesmo nível.

A Espumantaria do Petisco, aberta desde 2016 na esquina que separa a Mouraria da Costa do Castelo, dedica-se a comprovar isso mesmo e vai mais além para lembrar que não só é possível harmonizar refeições com espumante, como é altamente recomendável.

Com o inverno à porta, o chefe Vitor Hugo deu uma volta à ementa e ajustou-a ao tempo frio. Mantém, desde o início da casa, a inclinação para a cozinha tradicional portuguesa sem grandes artifícios e foi à avó Rosa - a sua avó - que foi buscar a origem das receitas que agora integram a carta da Espumantaria do Petisco. Apesar de a vocação petisqueira ser um dos pontos fortes da ementa - afinal, a ideia é aproveitar a simpática esplanada ao final do dia para acompanhar um copo de espumante com uns entreténs para picar, como os peixinhos da horta em tempura (€6,80), o escabeche de codorniz (€11) ou o prego de novilho com molho de mostarda - há quem passe regularmente para refeições completas e nesse caso são imperdíveis a sopa de ervilhas com ovo escalfado (€3,50) seguida por um surpreendentemente cremoso arroz de garoupa e camarão para dois (€38,50).

A consulta da carta de espumantes pode ser uma aventura para quem desconhece os prazeres da bebida frisante e por isso é indispensável seguir as recomendações da equipa de sala, muitíssimo conhecedora dos sabores e aromas de cada um dos néctares e da melhor forma de os casar com as sugestões da carta. Se por exemplo nunca abriu a porta um espumante tinto por receio de não gostar, é uma boa altura para o fazer, no entanto haverá sempre as clássicas sangrias e cocktails à base de espumante que, aqui, se distinguem pelo exotismo de sabores e combinações improváveis. A opção “Aos Molhos” junta maracujá e erva príncipe e vai bem sozinha ou acompanhada da lambujinha à Bulhão Pato, já a sangria rosé, com toranja e alecrim, pode servir de “entrada” a uma experiência de degustação pelos principais pratos da ementa.
Para terminar, a mousse de chocolate caseira, receita, claro está, da avó Rosa com uns pozinhos secretos adicionados pelo Chefe.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram