Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Beira Interior: 10 restaurantes que prestam homenagem ao território

  • 333

Após o flagelo dos fogos, importa recuperar o território e o ânimo das gentes. Com o frio a chegar e a pedir pratos de conforto, nada melhor que rumar em busca das raízes no interior da região Centro de Portugal

Não existe uma forma indiscutível de batizar e delimitar esta faixa do território nacional que, genericamente, se identifica como Beira Interior. Para este roteiro Boa Cama Boa Mesa, que aponta caminhos para a melhor gastronomia das beiras, foram considerados diversos concelhos dos distritos da Guarda, Castelo Branco, Viseu e Coimbra. Mais importante do que delimitar esta região é apontar sugestões de restaurantes que prestam homenagem a este território e ao seu património gastronómico. Tal como em Pedrógão, também nesta região, “o turismo é importante para as zonas afetadas pelos incêndios. Até para sarar feridas”.



Restaurante 3 Pipos (Tondela)

Este clássico da restauração beirã nasceu em 1992 e aproveitou as paredes em granito de uma antiga adega, de um lagar e outras salas de apoio à preparação do vinho para construir um belo espaço de celebração gastronómica. Hoje tem cinco salas de refeição, cada uma com um ambiente diferente, com o granito a servir de motivo de decoração comum. Tem 16 pratos fixos onde o bacalhau é rei, com destaque para o Bacalhau à 3 Pipos, e seis novidades diárias, sempre com o receituário local a servir de base a cada um. Aposta nos vinhos do Dão para harmonização com a carta, mas apresenta exemplares representativos da totalidade do país. Preço médio: €15
Rua do Santo Amaro, 966, Tonda. Tel. 232 816 851



Quinta de Cabriz (Carregal do Sal)

Jovem, ambiciosa e determinada, a equipa de cozinha cumpre na perfeição na hora de criar pratos com base nos produtos regionais e, ao mesmo tempo, que promovam a harmonização com os excelentes vinhos do produtor que dá nome ao restaurante. A sala é requintada, confortável e até com detalhes de luxo, merecendo atenção os excelentes polvo e o cabrito assado no forno, já símbolos da oferta gastronómica deste restaurante. Aproveite as opções de vinho a copo da Quinta de Cabriz e siga com atenção a evolução da carta que promete, para breve e com base regular, apresentar novidades. Preço médio: €25
Quinta de Cabriz, EN 234, Carregal do Sal. Tel. 232 961 222

Zé Pataco (Nelas)
Ainda antes de chegar a ementa surgem na mesa uns pequenos pratos com vários tipos de enchidos regionais para entreter, mas ao mesmo tempo para explicar que ali a comida é tradicional, genuína e sem grandes invenções. Preparam-se os melhores produtos com a experiência de anos na confeção e asseguram-se doses generosas e perfeitas para partilhar. Na sala principal do restaurante Zé Pataco, noutra mais reservada ou no jardim, atreva-se a provar os melhores sabores da Beira, sejam os torresmos, a chanfana ou a já famosa “Sola à Zé Pataco”, um bife que se distingue pelo tamanho. A sala moderna ganha com a simpatia do atendimento. Preço médio: €15.
Rua do Comércio, 124, Canas de Senhorim. Tel. 232 671 121



A Luciana (Oliveira de Frades)

A prensa de vinho, com mais de 300 anos no fim da sala, e os bebedouros de animais, transformados em lavatório, anunciam uma casa com ligação ao campo. E é precisamente isso que se sente nas comidas que Luciana Cardoso Fernandes propõe há três décadas. O célebre bacalhau à Luciana, a vitela de Lafões, cabrito à padeiro, arroz de feijão como coelho ou a cabidela de massa meada são alguns dos pratos que chamam clientes de todo o país. À beira da estrada, com uma decoração de ambiente rural, o restaurante A Luciana continua a tratar os clientes como família. Além da carta, o vinho da casa pode ser verde ou maduro, mas ostenta o rótulo "Restaurante Luciana". Preço médio: €15
Residencial Casal de Sejães, EN 333-3, Oliveira de Frades. Tel. 232 799 343



Adega Típica da Pena (São Pedro do Sul)

Fica-se sem fôlego só de olhar a Aldeia da Pena, encravada no fundo do vale da Serra de São Macário, com dez casas e sete habitantes. Neste lugar isolado, há vinte anos que um restaurante familiar recebe quem chega. Se o dia estiver de feição, a esplanada, debaixo das parreiras, é aprazível. O menu da Adega Típica da Pena não é extenso, mas é preparado com esmero. Para começar, presunto, queijo, salpicão e broa de milho. O proprietário, Alfredo Brito, encarrega-se do grelhador de onde saem os grelhados – cabrito, bife, costeleta de vitela e febras, a que se junta, na mesa, a salada e o tacho de barro com o arroz de feijão ainda a fervilhar, preparado pela mulher, Ana. Também se vendem “souvenirs”, como o mel de urze do cortiço recolhido pelo próprio que também é apicultor. Preço médio: €15
Aldeia da Pena, Covas do Rio, S. Pedro do Sul. Tel. 232 731 808



Camelo (Seia)

É um clássico da restauração na região da Serra da estrela. Com portas abertas desde 1935, apostou desde sempre na boa comida regional, preservando receitas e potenciando sabores tradicionais. São incontornáveis os enchidos caseiros, como a alheira com grelos, para início de refeição, ou o requeijão com mel de urze. Todos os dias há cabrito à serrana, feijoada da Beira e, claro, bacalhau com broa. Conte ainda, no restaurante Camelo com uma sobremesa que reúne o que de melhor se faz na doçaria da região. Chama-se “Casamento feliz”e junta o arroz doce ao leite-creme. Preço médio: €20
Eurosol Seia Camelo, Avenida 1º de Maio, 16, Seia. Tel. 238 310 100



O Buke (Pampilhosa da Serra)

A criatividade do jovem chefe Flávio Silva tornou-se numa das principais razões para enfrentar a dureza do caminho e descobrir a localidade da Pampilhosa da Serra. Cheio de talento e determinação conseguiu, aos poucos, colocar a sala do restaurante que comanda no centro das atenções gastronómicas de toda a região. Delicado, criativo e ao mesmo tempo apegado às raízes e à tradição, consegue surpreender a cada proposta apresentada no Buke. O Bacalhau com puré de batata-doce, puré de brócolos, folha de sal, presunto e azeite desidratado é, para já, o símbolo maior de uma criatividade em crescendo. Descubra ainda a tigelada, que leva o prato toda a Beira Serra e os chocolates de autor. Preço médio: €25
Villa Pampilhosa Hotel, Rua Arlindo de Almeida Esteves, Lote 8 E, Pampilhosa da Serra. Tel. 235 590 010



Santo Amaro (Sertã)

Duas salas fazem este espaço, aberto desde 1975, já considerado como um clássico na localidade e na região. Aqui preserva-se a gastronomia local, insistindo na apresentação de pratos que levam à mesa a tradição, não permitindo que especialidades intemporais como o Bucho ou os Maranhos alguma vez desapareçam. Há ainda, no Santo Amaro, a confortável proposta de cabrito assado no forno e alguma inovação como no caso do frango com molho de frutos silvestres. Comece a refeição com uma sopa de peixe. Termine pela doçaria regional onde se destaca a tigelada beirã. Preço médio: €20
Rua dos Bombeiros Voluntários, Sertã. Tel. 274 604 115



Adega dos Apalaches (Oleiros)

Nas traseiras de uma casa que vista da rua parece particular, ergue-se esta casa desenhada para não deixar morrer a tradição. O nome vem da presença em tempos imemoriais dos Apalaches na região, as propostas da carta do saber de gerações. Não há apresentações cuidadas nem sequer pratos compostos. As panelas, os tachos e os tabuleiros, na Adega dos Apalaches são levados à mesa sem receio, apenas plenos de aromas e sabores. Todos os dias há um prato diferente, habitualmente feito no forno a lenha, ao fim de semana, à noite, um rodízio de petiscos de inspiração beirã, perfeitos para partilhar. Preço médio: €15
Rua Senhora das Neves, Roqueiro. Tel. 272 654 257



Roots Restaurant & Bar (Oliveira do Hospital)

Como o nome implica, o Roots Restaurant & Bar foi buscar às raízes a base para depois apresentar pratos reconstruídos e agradáveis não só à vista como ao palato. Sob a tutela do chefe Anderson Miotto surgem propostas como o cabrito, sempre com a preocupação de dar primazia aos produtores locais. A carta de vinhos acompanha a aposta na região, dando destaque ao Dão, com especial enfoque para os pequenos produtores. O espaço é complementado pelo bar que apresenta uma carta de cocktails de autor e pela coqueluche, o expresso Roots, servido com alguns miminhos. Preço médio: €25
Aqua Village - Health Resort & Spa, Avenida Principal, 1, Caldas de São Paulo. Tel. 238 249 040

(Texto publicado no Expresso Diário de 26/10/2017)

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!