Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Muito BEY: Beirute em Lisboa pelo coração

  • 333

Miguel Manso

A vida move-se quase sempre por dois conceitos, a vontade e a oportunidade. Se a esses dois conceitos juntarmos a paixão, temos o Líbano em Lisboa. E “Muito BEY” representado

Quando Lisboa e Beirute se juntam à mesa relembram-se aqueles jantares, ou almoços, de várias horas. Histórias de parte a parte repetem-se até quase à exaustão, enquanto se vai enchendo o estômago e a alma com o que de melhor se cozinha neste país do Médio Oriente. E, no caso do restaurante Muito BEY, a história repete-se.



Trazer o Líbano para Lisboa era sonho antigo de Ezzat Ellaz, formado em Gestão Hoteleira, que se apaixonou por Portugal à primeira visita - é sempre o coração que nos faz ir mais longe, certo? - e que já tinha passado pela Arábia Saudita, Dubai ou Kuwait, como consultor na área da restauração.



Se ao acrónimo do aeroporto de Beirute (BEY) se juntar a expressão portuguesa “muito bem”, tem-se um pedaço do Líbano em Lisboa. Foi o que fez Ezzat quando pensou no nome para o seu restaurante na capital. Cosmopolita e acolhedor, como são vários na sua terra natal, foi pensado para criar laços entre o lá e o cá.

Confortável com o seu curso, com vontade de deixar de trabalhar para os outros e começar a trabalhar para si, e apoiado por Barbara Massaad, chef e autora libanesa do projeto "Soup for Syria", decidiu avançar para a abertura do restaurante Muito BEY.



Da carta destacam-se do restaurante Muito BEY (Rua da Moeda, 4ª, Lisboa. Tel. 211 580 788) vários “mezze” (petiscos) como o humús (grão), o mutabal (beringela) ou o labné (iogurte), que devem ser acompanhados pelo manuché, um pão achatado típico do Líbano (Preço médio: €20) . Há países que nos são desconhecidos, porque são longe ou inquietamente inseguros. Neste recanto de Beirute em Lisboa, está-se muito bem.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!