Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Restaurante Divinus: cozinha com imaginação e arte

  • 333

Na nova carta do restaurante do Convento do Espinheiro, em Évora, o chefe Hugo Silva usou também como tempero o respeito pela gastronomia e pelos produtos alentejanos

Num competitivo destino gastronómico como Évora, não é fácil chegar, ver e vencer na cozinha. Ainda menos se o restaurante em questão for o Divinus, do Convento do Espinheiro, antigo palco de nomes como Luís Mourão e Bouazza Bouhlani, que conseguiram sempre, a cada carta que apresentavam, honrar o Alentejo e a tradição, misturando sempre inovação e criatividade em cada prato.

Agora é a vez de Hugo Silva conduzir a cozinha deste luxuoso restaurante do Convento do Espinheiro, inserido num palácio do século XV, considerado Monumento Nacional, e vencedor de uma Chave de Ouro em 2017 pelo guia Boa Cama Boa Mesa. O novo chefe, com 39 anos e um currículo profissional distribuído entre Portugal, Espanha e França, passou pelo restaurante do Farol Hotel, em Cascais, mas antes, esteve em várias cozinhas com três estrelas Michelin.

A nova carta de verão do Restaurante Divinus, do Convento do Espinheiro representa mais do que o Alentejo. É, acima de tudo, uma manifesto de respeito pela sazonalidade dos produtos, pelas contingências dos mercados e pela busca incessante em apresentar apenas as melhores matérias primas. E, claro, celebrar o prazer de comer e de partilhar. Não é por isso de estranhar que a carta comesse logo com uma variedade de Petiscos Alentejanos (€19,50), com a indicação de que “Os Petiscos são uma das tradições mais salutares da sociedade Alentejana. Iguaria de arte culinária mais popular entre os homens, nas tertúlias, tabernas, caçadas e pescarias à roda de uma mesa convive-se sempre com emoção”.

Sob esta filosofia, no Restaurante Divinus do Convento do Espinheiro“Queijo fresco e mogango assado”, “Salada de cogumelos e ovo de codorniz”, “Cabeça de xara panada com gaspacho”, “Espetada de porco para salada de aipo e maça”, e “Camarão salteado com milho e maracujá”. No que às entradas diz respeito, há “Atum em crosta de sésamo e salada de abacate” (€15,50), “Escalope de foie gras e terrine com compota de maça” (€24,50) e “Vieiras braseadas num creme de aipo” (€29,50).

Na secção “O Peixe e o Fiel Amigo” as propostas começam com “Lombo de bacalhau para uma cevada de ameijoa” (€25,50), “Corvina em caldo de ostras e açorda de mar” (€26, 50) e “Risoto de camarão para um robalo perfumado com poejo e funcho” (€29,50). Na Carne, o Restaurante Divinus sugere “Dueto de porco com migada de batata doce” (€25,50), “Peito de galinha e couve com miga de foie gras” (€25,50), “Lombo de borrego confitado e puré de ervilha e menta” (€28,50), “Naco de vitela branca com legumes salteados” (€28,50) e “Lombo de novilho maturado” (€31,50).

Termine com “Os Doces deste e de Outros Conventos com alguma Criatividade”, contando, nas propostas de Hugo Silva, com “Tártaro de morango perfumado com manjericão” (€12), “Cremoso de requeijão com gelado de moscatel” (€13), “Chocolate de S. Tomé com recheio de framboesa e frescura do mesmo” (€14), “Subtilezas conventuais” (€14) e “Pedra de queijos Alentejanos” (€15,50).

Para uma experiência mais intensa, sugere-se o Menu de Degustação, intitulado “Uma Simbiose Perfeita”. Diz a carta que “De uma intensidade e variedade de aromas e sabores únicos o Chef presenteia-nos com esta magnifica proposta. Deixe que este momento se torne Divinus”. O menu inclui “Vieiras braseadas num creme de aipo, Corvina em caldo de ostras e açorda de mar, Sorbet de maça e menta, Peito de galinha e couve com miga de foie gras e Chocolate de S. Tomé com recheio de framboesa e frescura do mesmo”. Tem um preço de €60, com harmonização de vinhos fica por €80.

O Restaurante Divinus, do Convento do Espinheiro, (Quinta Convento do Espinheiro , Canaviais, Évora. Tel. 266 788 200), está aberto todos os dias. Conta com uma excelente equipa de sala, liderada por Cristiano Braga, o sommelier que de forma irrepreensível harmoniza com os vinhos da fenomenal garrafeira as criações da cozinha. Esta carta ainda representa influências dos anteriores chefes que passaram pelo Restaurante Divinus. Para o outono será apresentada a primeira carta integralmente desenvolvida por Hugo Silva.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!