Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

É um restaurante? Uma esplanada? Um bar? Uma piscina? Sim, é o SUD Lisboa!

  • 333

SUD LIsboa

Antonio Nascimento

Dois anos e meio depois, a zona ribeirinha do Tejo viu finalmente nascer o SUD Lisboa, a nova aposta do grupo hoteleiro SANA na oferta gastronómica e de lifestyle

Dia 11 de junho foi tanto um dia de grande alegria, como de grande alívio. Dois anos e meio depois, os antigos Piazza di Mare e BBC, deram lugar ao SUD Lisboa, um projeto arrojado do grupo hoteleiro SANA, que assim se estreia na vertente gastronómica e de lifestyle, num local privilegiado, junto ao Tejo. Embargos e milhões de investimento à parte, o SUD Lisboa está condenado ao sucesso e, para se confirmar o primeiro impacto, bastou passar pelo espaço logo após a inauguração para perceber que o efeito novidade e/ou curiosidade foi suficiente para testar os diversos serviços oferecidos pelo novo projeto (dividido em Terraza e Hall, explicados ao longo do texto).

Pelas fotografias que circularam de imediato nas redes sociais, a explicação do SUD Lisboa (Avenida Brasília - Pavilhão Poente. Tel. 211 592 700) vai começar de cima para baixo, ou seja, da tentadora e impactante piscina infinita virada para o Tejo instalada no primeiro piso, batizado de Pool Bar & Shisha Lounge. Esta é uma das vertentes do SUD Lisboa Terrazza, que contempla ainda restaurante, esplanada, bar e cafetaria take away. Com abertura pela manhã (8h00) e encerramento ao final da tarde, o acesso à zona da piscina custa €35, limitados a um máximo de 35/40 pessoas, e com direito a toalha, espreguiçadeira e, claro, muitas selfies com o rio, o Cristo Rei ou a Ponte 25 de Abril como cenário. A piscina tem um serviço de apoio, com cocktails e snacks. Depois das 18h00, toda esta zona se transforma num bonito bar, com uma lotação bastante maior e que fica aberto até às 2h00 e onde as shishas ganham forte protagonismo.

Descendo pelas escadas encaracoladas ou pelo elevador, chega-se ao coração do SUD Lisboa Terrazza, a zona de restaurante, bar e esplanada, com capacidade para 240 pessoas. A decoração do espaço transporta o visitante para um ambiente cosmopolita e requintado mas, aos mesmo tempo informal e moderno, graças aos tons e materiais utilizados, mas também aos pormenores decorativos como a localização da cabina do DJ (sim, o SUD Lisboa também tem música) e as cores que marcam a zona do bar lounge. Mais perto do Tejo, a esplanada tem uma área coberta, mais descontraída, e ainda uma fileira de mesas e alguns sofás, que convidam a um copo ao final da tarde.

O SUD Lisboa Terrazza define-se como “centro gastronómico”, baseado num conceito de food sharing, e com áreas próprias para cada momento do dia, que inclui uma zona exclusiva para as refeições principais (almoços e jantares), sem que isso desligue as partes, antes pelo contrário, existe um convite permanente à interação entre as várias zonas ao longo dia. “Há uma forte aposta no entretenimento com DJ residente, saxofonista e música ao vivo. O espaço é, assim como o dia, mutante: para cada momento uma refeição, um tipo de música, um ambiente único”, explicam os responsáveis pelo projeto.

A partir das 8h00 e até às 11h30 conte com um serviço de pequeno-almoço à portuguesa ou à inglesa, com pastelaria fina, brioche e opções saudáveis como iogurtes com cereais, sumos naturais e detox ou granizados de fruta (menus desde €11). Depois de almoço pode contar com um clássico Chá da Tarde e, ainda antes da hora de jantar, com um menu de aperitivos italianos que inclui, entre outras opções, sempre com possibilidade de partilha, tábuas de queijos e enchidos que podem ser harmonizadas com vinhos, bruschettas, carpaccios, paninos, focaccias e pizza a metro (existe um forno logo à entrada, perto de um dos bares e da garrafeira, com mais de uma centena de referências).

Cozinha Mediterrânica com chefe italiano

Num espaço que se quer cosmopolita, a aposta no que à oferta gastronómica diz respeito, recaiu sobre a chamada cozinha mediterrânica, aqui, de muito forte influência italiana, ou não fosse o chefe-executivo um nativo deste país: Carlo Di Nunzio, que depois de uma longa carreira internacional aterrou propositadamente em Lisboa para este projeto. Ao almoço são servidos menus executivos, mas também há opções à la carte, com diversas sugestões do chefe. Na verdade, a ementa é extensa, muito extensa, e comum ao almoço e ao jantar, com a cozinha a funcionar até às 23h30.

Nas entradas, a estrela do SUD Lisboa Terrazza é a Burrata di Andria (€15), que voa diretamente desta região italiana para Lisboa, mas pode contar com Fritturina Mista (€7 em versão tapas / €12 para partilhar), com diverso peixe frito com camarão e lulas, servido com maionese de iogurte e alho; Polpo Brasato al vino rosso (€8 / €14), ou seja, Polvo cozido em vinho tinto servido com creme de batata e azeite biológico extra virgem; e Carpaccio Black Angus (€8 / €14). A ementa segue, depois, por dezenas de opções como Risotto del gondoliere (€16 / €30), composto por Arroz Carnaroli com lagostins frescos, amêijoas e açafrão com gotas de limão; Tagliolino Romagnolo artesenal com frutos do mar (€16 / €30) e Filetto spigola (€23), ou seja, Filete de robalo servido com fregola Sarda, batata e feijão verde com pesto de manjericão.

No mundo das carnes, a oferta divide-se entre tacho e grelhados, com destaque para a Guancetta di manzo (€22), uma bochecha de bovino, estufada em vinho tinto, e servida com puré de batata e agrião; o Cordeiro da Nova Zelândia com crosta de grãos de cacau, servido com legumes crocantes e batatas ao alecrim (€29) e para o Lombo de carne Simental (€32), servido com legumes salteados e batatas assadas. Para os amantes de um bom corte, nada melhor do que “atacar” um Tomahawk de Black Angus (€80/kg.).

Ora, e como o SUD Lisboa Terrazza afirma que “somos todos filhos da Marguerita”, a carta oferece quase duas dezenas de opções de pizzas e calzones (desde €14), onde não faltam as clássicas Quattro Formaggi (Mozzarela, Fontina, Pecorino e Gorgonzola), Capricciosa e Marinara, além da Terrazza, em jeito de “pizza da casa”, composta por Molho de tomate DOP, Mozzarela, presunto de Parma, rúcula e lascas de Parmesão. Para sobremesas existem diversos gelados artesanais e outros nomes do universo italiano, como a Panna Cotta, o Tiramisú, e um potente Baba Napoletano com gelado de rum e passas (€8).

Muito mais existia ainda para descrever e apresentar, mas a melhor forma de conhecer o SUD Lisboa Terrazza é visitar este espaço na Avenida Brasília, ao lado do MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia. Fica ainda a informação que, onde antes existia o espaço noturno BCC, nasceu o SUD Lisboa Hall, dedicado à área de eventos e ligado à piscina do primeiro piso por uma pequena ponte.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!