Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Restaurante A Cozinha: Renovar a tradição em Guimarães

  • 333

Quer ser guardião das raízes gastronómicas locais ao mesmo tempo que inova em arrojadas e surpreendentes abordagens gastronómicas. Pode parecer complexo mas é simples, e eficaz este recente laboratório de experiências em Guimarães. Tanto quanto o nome que adotou.

António Loureiro já passou por várias cozinhas, nacionais e internacionais muitas delas premiadas. Em 2014 foi distinguido como Chefe Cozinheiro do Ano.

Hoje, e desde o último verão, é na suA Cozinha (Largo do Serralho, 4, Guimarães. Tel. 253 534 022) que quer explorar novas abordagens à gastronomia tradicional minhota, passando pelo rico receituário nacional e conferindo-lhe novas maneiras de fazer, conjugar e apresentar.

O chefe António Loureiro escolheu a cidade berço – que é também sua cidade natal, Guimarães - para fazer nascer este laboratório que vai para além da mesa, resultando numa cozinha moderna, criativa e sustentável, pautada pelo ritmo das estações.

Simples, também no espaço e decoração, é uma elegante sala térrea que acolhe as criações de António Loureiro. O chefe olha através de uma parede envidraçada, a partir da sua cozinha, observável também da mesa. Tudo está, por isso, à vista.

A acompanhar a carta do restaurante A Cozinha, também a seleção vínica destaca o Minho e o Douro, sem esquecer as outras regiões nacionais.

Tradição inovadora
No primeiro andar desta casa reconstruída até é possível espreitar o crescimento lento de legumes, ervas e outros ingredientes, numa horta urbana instalada nas paredes do agradável terraço que dá nova dimensão e uso ao espaço, ao mesmo tempo que serve de base à Cozinha.

Também neste piso, uma sala privada com capacidade para dez pessoas abre-se a jantares de grupo, workshops, provas e outras atividades gastronómicas e vínicas apoiadas por uma cozinha de preparação.

Tudo isto acontece num largo muito central, bem no coração de Guimarães.

Vamos para a mesa? Horta do Minho (€7), Capoeira (€7,50) ou Cavala (€8) são boas opções de entrada. Bacalhau negro (€20,50), Rodovalho (€24) e Pescada de anzol (€16,50). Segue-se a carne, com escolhas acertadas no Pato (€16,50) ou no Cordeiro (€17,50). Não deixe de provar as sobremesas, da Fruta do quintal (€7) ao Abade de Priscos (€8), passando pela Chila (€8), todas oferecem mais do que o nome dá a intuir.

Um menu de degustação de 5 momentos (€50) é uma boa montra dos sabores de “tradição inovadora” com assinatura de António Loureiro.

Ao almoço, durante a semana, o menu executivo oferece uma cozinha de mercado que contempla duas opções de entrada, prato e sobremesa pelo máximo de €20.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!