Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Restaurante O Açude: Petiscos e vinhos na margem do Mondego

  • 333

Em Coimbra, este restaurante foi-se, gradulamente, afirmando na oferta gastronómica da cidade. Fica provado que, contas feitas, há ainda muito para descobrir, mesmo ao lado do Portugal dos Pequenitos

O restaurante O Açude é um daqueles casos em que não se pode julgar uma casa pelo exterior. Junto a uma rotunda, numa estrada quase só de passagem, que se estende ao lado do rio Mondego, este é um restaurante modesto, com uma discreta esplanada em madeira, fresca no verão e ligeiramente sossegada depois da hora do jantar. Mas, mal se entra, surgem as surpresas, com as várias salas, cuidadas e elegantes, espalhadas pelo piso térreo do edifício.

Ao cruzar a porta de entrada do restaurante O Açude (Avenida da Guarda Inglesa, 63, Coimbra. Tel. 239 441 638) é, de imediato, dado o mote para uma das mais importantes vertentes da casa: o vinho, que se apresenta na extensa e variada garrafeira, onde poisam verdadeiras relíquias. Há um balcão decorado, claro, com tudo ao que ao vinho diz respeito, seguindo-se as salas de refeição, discretas e reservadas, perfeitas para fazer renascer as tertúlias à volta de um petisco e de um copo. Afinal, esta é a “cadeira” obrigatória, para quem passou pela Universidade mais famosa do país..

Como disciplinas a ter em conta, a carta do restaurante O Açude começa por apresentar “Ovos Mexidos com espargos” (€7,50), “Queijo de cabra com mel e nozes” (€6) e “Salada de tomate chucha com mozzarella, guacamole e azeite de ervas” (€5,50). São a forma perfeita de partilhar ou de começar uma refeição entre amigos, que tem de, obrigatoriamente, passar pelo “Pica-Pau à Açude”, de vitela (€8), quase um símbolo do petisco nacional.

Nos peixes, as propostas passam por “Risotto de lingueirão com crocante de polvo” (€14), “Carabineiros com linguini nero al pesto” (€15) e “Bife de atum à portuguesa” (€15), que antecede o tradicional “Polvo à lagareiro” (€13) e o Bacalhau feito do mesmo modo (€13). Para surpresas inusitadas deixe-se levar pela “Espetada de bacalhau à Açude”, com vinagrete de pimentos (€13).


A carta do restaurante O Açude apresenta ainda uma vasta seleção de bifes. Há o “à Cheff”, da vazia com queijo cabra e presunto gratinados (€14), o “à Açude”, do pojadouro, com molho de carne (€10) e ainda o “Três Pimentas” (€13). Os mais simplistas podem optar pelo “Bife Grelhado com manteiga de alho" (€13,50), ou com um sempre certo “Naco na grelha” (€13,50). Novamente sob o signo da partilha, a "Grelhada Especial"(€12,50) garante conversas animadas, com a mesa a servir de palco.

Como nenhuma refeição fica completa sem a sobremesa, no restaurante O Açude, pode contar com “Leite-creme queimado com gelado de caramelo” (€4,50), “Crumble de maçã e caramelo frio” (€ 4,50) e ainda “Strudel de pera Rocha com gelado de canela” (€4,50).

Não deixe de prestar atenção, regressando ao início, à completa carta de vinhos da casa. Repleta de grandes marcas e de exemplares raros, destaca-se ainda pela relação qualidade/preço, claramente vantajosa na hora de pedir a conta. O serviço atencioso da sala encontra no proprietário o anfitrião perfeito para harmonizações cuidadas, capazes de fazer de cada refeição uma verdadeira festa.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!