Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Estrelas Michelin 2016: Portugal igual, mas diferente…

  • 333
Restaurante Bon Bon
1 / 6

Restaurante Bon Bon

Restaurante Bon Bon
2 / 6

Restaurante Bon Bon

Restaurante Bon Bon
3 / 6

Restaurante Bon Bon

Rui Silvestre
4 / 6

Rui Silvestre

Restaurante L'AND
5 / 6

Restaurante L'AND

Miguel Laffan
6 / 6

Miguel Laffan

Foram anunciadas esta noite as estrelas Michelin para Portugal. O guia baralha e volta a dar, ao retirar a distinção ao restaurante L’AND. Em contrapartida, o Algarve tem um novo restaurante estrelado: Bon Bon, no Carvoeiro.



Foram anunciadas esta noite as estrelas Michelin para Portugal. O guia baralha e volta a dar, ao retirar a distinção ao restaurante L’AND. Em contrapartida, o Algarve tem um novo restaurante estrelado: Bon Bon, no Carvoeiro.

Surpresas e desilusões. Como parece já mandar a tradição, o guia Michelin baralhou, mas voltou a dar no que às estrelas portuguesas diz respeito. Conservador, na avaliação, manteve (quase) tudo igual, incluindo o total de estrelas: 17. Em Santiago de Compostela foi anunciado esta noite que o restaurante L’AND (Montemor-o-Novo), liderado por Miguel Laffan perdeu a distinção conquistada em 2014. Em contrapartida, o Algarve tem um novo restaurante estrelado: Bon Bon, no Carvoeiro, um espaço praticamente desconhecido e que tem como chefe, Rui Silvestre.

Em comunicado, o restaurante algarvio, dá conta da satisfação do jovem chefe: “Não consigo expressar o orgulho que sinto por ter ganho a Estrela Michelin. Este prémio não é só meu, é também da minha equipa e especialmente do Nuno Diogo, proprietário do Bon Bon e que desde cedo apostou em mim. Em conjunto criámos um conceito em que acreditamos. Acima de tudo sublinho o seu grande profissionalismo de sala, profissão que desenvolve há mais de 25 anos, mas de forma irreverente e em permanente atualização.”

Tudo na mesma

Com vários chefes e restaurantes desapontados por terem conquistado a desejada estrela, o guia Michelin manteve a distinção em todos os outros restaurantes portugueses, apesar de dois deles – Fortaleza do Guincho e Largo do Paço, na Casa da Calçada, terem mudado de chefes. Mais especificamente, no restaurante de Cascais, Miguel Rocha Vieira substituiu Vincent Farges, e em Amarante, André Silva subiu de posto, com a saída de Vítor Matos.

Assim, com duas estrelas Michelin mantém-se os algarvios Vila Joya, de Dieter Koschina, e Ocean, liderado por Hans Neuner, e o lisboeta Belcanto, de José Avillez.

Com uma estrela continuam os restaurantes Eleven, em Lisboa, Feitoria (Altis Belém Hotel & Spa), em Lisboa, Fortaleza do Guincho, em Cascais, Henrique Leis, em Almancil, Il Gallo d'Oro, (The Cliff Bay), no Funchal, Largo do Paço (Casa da Calçada), em Amarante, Pedro Lemos, no Porto, São Gabriel, em Almancil, The Yeatman, em Vila Nova de Gaia, e Willie's, em Vilamoura.

Leia a reportagem do crítico gastronómico do Expresso, Fortunato da Câmara, a partir de Santiago de Compostela.

E Mais!
Guia Michelin 2015: Recorde de estrelas para Portugal

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!