Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Há um novo Glamping de cinco (milhões de) estrelas em Almada

  • 333

Rita Giro

“É uma longa história”, avisa Francisco Carlos, um dos proprietários do ForestGlamp, situado na Quinta Vale do Rosal, no concelho de Almada. Sem medos, pedimos que nos conte tudo... E tudo começou há mais de 100 anos, no dia da Implementação da República. A quinta era um Convento de Jesuítas e o povo deitou-lhe fogo na revolução. Os padres fugiram e o terreno tornou-se propriedade do Estado. Anos mais tarde, o bisavô de Francisco Carlos comprou-o em leilão e deu início às obras de reconstrução, já que do convento apenas restaram as paredes, em ruínas. Mas só em 2018 é que os bisnetos do primeiro proprietário conseguiram a autorização necessária para dar vida aos 40 hectares da quinta. Assim nasceu, há 15 dias, o ForestGlamp.

São três tendas muito bem equipadas, com cozinha e casa de banho no interior, e cada uma tem direito a um jacuzzi privado, no exterior da tenda. Novamente, o proprietário explica que há cerca de um ano iniciou uma pesquisa pelas melhores tendas. Conta que, para ele, o fundamental é que os hóspedes se sintam confortáveis e para isso, colocou-se no lugar deles e pensou em tudo aquilo que gostaria de ter para acampar. Vai daí, foi à procura de uma tenda que se assemelhasse a um quarto de hotel no meio do campo. Onde não precisa de percorrer três quilómetros, a meio da noite, para ir à casa de banho, nem é obrigado a cozinhar num Camping Gaz. A casa de banho conta com chuveiro, sanita e lavatório. Já na cozinha há frigorifico, placa elétrica, torradeira, máquina de fazer sumos e até uma chaleira, porque, bem sabemos, os ingleses não passam sem o chá das cinco. Até no verão. Como as burocracias relativas ao corte de árvores do terreno não lhe permitem construir uma piscina, os jacúzis substituem-na. Para as temperaturas altas, ou baixas, a solução foram os aparelhos de ar condicionado instalados em cada habitação. Uma noite para duas pessoas custa €125 e para quatro, número máximo de pessoas por tenda, são €175. Cada uma tem duas camas de casal.

Pela manhã, o pequeno-almoço chega às tendas numa cesta de vime, bem ao estilo do campo. Lá dentro encontra sumo de laranja do Algarve, leite, doce, pão fresco, croissants, um chocolate, entre outras coisas. Mas fica a promessa de uma refeição matinal 100% biológica no futuro, já que na quinta, estes irmãos têm diversas plantações.

Ao longo do dia, pode ir até às praias da Costa da Caparica, já que a quinta está localizada a cerca de 3 km da Praia da Princesa e da Praia do Castelo. Ou, se procurar um plano mais ligado à natureza, pode fazer uma caminhada e descobrir os segredos desta quinta com 40 hectares. Há a possibilidade de alugar uma bicicleta.

O ForestGlamp (Estrada Quinta da Carcereira s/n, Quinta Vale do Rosal, Charneca da Caparica. Tel. 919 869 136) assume-se, não como um alojamento de cinco estrelas, mas sim, como um alojamento de cinco milhões de estrelas. Já que durante a noite o céu permite ver cada uma delas. Também por isto, as tendas foram batizadas com nomes de constelações, são elas a Andrómeda, Boots e Cassiopeia. Sendo que esta última está representada no logótipo do alojamento, por ser a mais próxima da Terra. Os detalhes desta história não acabam e a simpatia do narrador é aconchegante. A 12 km da capital, este paraíso junto à praia nem parece real. Mas é. E vale a visita.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!