Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Moinho do Maneio: Adormecer com as estrelas

  • 333

Humberto Mouco

No meio da natureza, esta casa de campo não deixa entrar as novas tecnologias e fomenta o convívio e o descanso absoluto. Há uma bolha de ar insuflada que convida a adormecer a ver as estrelas.

Mais cedo ou mais tarde, o verão há de chegar. Não tarda, os passeios, o descanso e os mergulhos vão ser as palavras de ordem para os fins de semana, ou para as férias que se avizinham. Um bom local para aproveitar estes dias - e noites - é o Moinho do Maneio. A casa de campo onde o telemóvel perde a ligação mal passa o portão da entrada e o silêncio é a única coisa que se ouve nos arredores. Uma verdadeira ‘bolha’, imune ao stress, onde a confusão da cidade não entra e o ar puro inunda os pulmões.

Rui Marcelo e Anabela Martins começaram a recuperar o antigo moinho de água e as respetivas casas de apoio, bem como as casas dos animais e o palheiro, há cerca de 14 anos. Hoje, o moinho ainda existe, apesar de parcialmente destruído, mas as casas deram lugar a cinco acolhedoras unidades de alojamento. Há três quatros (desde €70) e duas casas (desde €85) com lareira e uma pequena cozinha. A decoração é rústica e imperam os elementos artesanais, como as colchas que cobrem as largas camas. Não há televisão nos quartos, mas há bons livros e jogos que, com certeza, ainda habitam as memórias de infância de alguns.



Se quiser adormecer a olhar para o céu estrelado de Penamacor, há uma sexta opção. Uma bolha de ar insuflada (desde €100), com o teto e uma parte lateral transparentes, estrategicamente colocada numa área elevada do terreno do Moinho do Maneio. Funciona como um quarto com uma vista magnifica e uma mística especial, que convida a uma experiência única. A proposta é passar a noite num lugar onde a única luz que vê é a das estrelas e o único som que ouve é o da ribeira, a poucos metros de distância.

Quando as temperaturas sobem, os mergulhos são na piscina ou na Ribeira da Bazágueda, que em tempos servia o moinho, mas agora é palco de atividades como canoagem ou passeios de barco. Pode desfrutar dos percursos pedestres, dos passeios a cavalo, ou moto 4. Para os mais novos, a sugestão é o grande trampolim, mas fica a promessa, para breve, de um baloiço de madeira construído à mão.

Pela manhã, delicie-se com um pequeno-almoço saboroso, feito apenas com produtos biológicos. Rui Marcelo diz com orgulho que a lista de alimentos que produz já vai longa. Desde framboesas, mirtilos, cerejas, amoras, mel, e tantos outros. Nesta casa de campo a promessa são momentos relaxantes e não é preciso apressar-se para a primeira refeição do dia. O horário é flexível.

O casal proprietário do Moinho do Maneio (Estrada Municipal, Ribeira da Bazágueda, Penamacor. Tel. 227 394 399) defende o equilíbrio em tudo o que faz. Não será difícil ouvir Anabela Martins dizer que a paixão pelo que fazem e por aquele lugar é o que o torna tão especial. Por isso abrem as portas todos os dias e partilham este refúgio da natureza com quem quiser entrar.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!