Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Pestana Porto - A Brasileira abre portas com aroma a especiarias

  • 333

Abriu hoje (23 de março) ao público o Pestana Porto - A Brasileira City Center & Heritage Building, a mais recente unidade de luxo do grupo Pestana, localizada junto ao Teatro Sá da Bandeira, muito perto da Estação de São Bento e da Avenida dos Aliados.

Este hotel de cinco estrelas tem 90 quartos e suites, distribuídos por seis pisos temáticos, relacionados com as especiarias importadas nos séculos XV e XVI, durante a expansão marítima portuguesa: o café, chá, cacau, pimenta, canela e anis. Os pisos são aromatizados consoante a “sua” especiaria, que também serve de inspiração para as imagens à cabeceira das camas.

Ao longo dos corredores do hotel Pestana Porto - A Brasileira, encontram-se objetos que remetem para o mesmo imaginário, bem como namoradeiras “reinterpretadas” e um pátio francês com um jardim vertical natural. Destaque para as espetaculares vistas sobre os principais monumentos da cidade, incluindo a Torre dos Clérigos e a Sé, a partir dos últimos pisos.

O hotel resulta da reabilitação do edifício que há mais de um século foi construído para acolher a célebre cafetaria portuense A Brasileira. Foram preservadas as características da fachada e a imagem das salas do rés-do-chão com a sua traça original.

Cafetaria e bar

Desde o primeiro momento, a vontade dos parceiros – o promotor e investidor único do projeto, António Oliveira, e o grupo de Dionísio Pestana – foi também dar nova vida à cafetaria A Brasileira, com mais de 115 anos de história. Manteve-se o mais possível a traça original, incluindo ladrilhos e alguns candeeiros. Reabre com uma esplanada para acolher os visitantes e fazer justiça ao velho slogan – “O melhor café é o da Brasileira”. A Brasileira foi a primeira cafetaria a servir café em chávena, no início do século XX. Estará disponível um all day dining menu, com refeições ligeiras e uma seleção de cafés com sabores únicos, que “prometem repor a Brasileira no roteiro dos cafés mais emblemáticos do país”.

A ideia é servir café “de excelência”. O serviço, desde o sourcing à torra dos cafés, todos de especialidade, até à formação contínua do staff, foi desenvolvido em conjunto com a Vernazza Coffee Roasters, um produtor artesanal de cafés especiais (Specialty Coffee), que se dedica à torra manual e em pequenas quantidades.

Em complemento, estão disponíveis chás Compagnie Coloniale, pastelaria fina e também bolos a recordar os míticos bolo de arroz e o “bolo 4 de maio”, este sem açúcar, com ameixa, damasco e frutos secos.

Mas há mais surpresas. Todos os dias, às 19h00, os colaboradores mudam de farda e A Brasileira passa a funcionar como bar. Às sextas-feiras e sábados, atenções viradas para os DJ Sets com curadoria de Rui Trintaeum. A expectativa é que este spot funcione como mais uma centralidade no roteiro da movida portuense.

Rui Martins no restaurante

Depois do soft opening, a abertura completa do hotel está agendada para 26 de março, dia em que também o restaurante liderado pelo chef Rui Martins abre portas. A cozinha será “consistente e criativa, de base portuguesa, respeitando o receituário tradicional, mas de apresentação infornal e contemporânea”. Recorde-se que Rui Martins foi o Chefe Cozinheiro do Ano 2016, em Portugal, e está também à frente do RIB Beef & Wine, steakhouse do Pestana Vintage Porto, na zona da ribeira. Tal como em todo o hotel Pestana Porto - A Brasileira, também nesta sala – bem servida de espelhos e mármore - predominam os tons de castanho e cobre. Será ainda aqui que serão servidos os pequenos-almoços.

No lobby de entrada destacam-se as linhas ondulantes e as obras de arte, que deverão ir mudando em homenagem a artistas portugueses. Para chegar à sala de reuniões e ao ginásio, desce-se pela bonita escadaria original, que foi restaurada. E assim se vai desvendando uma nova referência do Porto.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!