Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Hotel Fonte Velha: Porta de entrada para o paraíso

  • 333

SCIPRIANO

Situado numa zona privilegiada de Ponte da Barca, a escassos minutos do Parque Natural da Peneda-Gerês, este edifício do século XVIII é composto por 16 confortáveis quartos e um idílico jardim, nas margens do rio Lima.

Em pleno centro de Ponte da Barca, entre estreitas ruas de pedra, onde históricas casas devolutas alternam com outras recuperadas, ergue-se o Hotel Fonte Velha. Este edifício solarengo do século XVIII possui uma imponente fachada voltada para o rio e está rodeado por um magnífico espaço natural. Um dos seus ex-libris é o seu enorme jardim, com acesso direto à zona ribeirinha, com vistas desafogadas para as margens do rio Lima e para o amontoado de casas da encosta da vila vizinha dos Arcos de Valdevez. No tempo delas, o rosa das camélias contrasta com o verde circundante e com as pedras de granito do edifício, que juntamente ao tanque que foi mantido da construção original, testemunham cerca de 300 anos de história. Aos domingos de manhã, quando o vento sopra a favor, ouvem-se os cânticos da missa da 10h00 de uma localidade vizinha. Uma pequena viagem ao passado, sem sair do sítio, que antecipa uma experiência inesquecível pelo paraíso (minhoto).

Uma casa com história
O que hoje é um moderno e confortável hotel pertenceu, durante anos, a uma das maiores propriedades da região que ocupava uma grande parte da vila de Ponte da Barca. Dela fazia parte, também, o edifício do grémio (a alguns metros do hotel), onde se guardavam as colheitas e que agora é a sede da Adere e do Artesanato local, propriedade da Câmara Municipal. Os seus antigos proprietários eram uma família abastada da região (os Lacerda), que segundo explica Ana Braga, colaboradora do hotel e barquense, “era muito acessível e deu emprego a muita gente na altura. As pessoas mais velhas da vila lembram-se bem da casa, de vir brincar para o jardim e de comer o pão fresco feito pelos empregados.” A vocação da casa mudou com os tempos e “nos anos 80 um dos membros da família, que ainda lá vivia, alugava quartos a quem vinha de fora para cá trabalhar”.

Uma nova vocação
Esta vocação teve continuidade nas mãos dos novos proprietários que a transformaram num hotel com 16 quartos, alguns deles com vistas para a paisagem minhota. Embora mantenha a estrutura exterior original, e alguns detalhes, o edifício foi reconstruído para oferecer aos hóspedes todo o conforto e tranquilidade. À sua disposição terá o serviço de quartos, Wi-fi em todo o hotel, parque de estacionamento gratuito, serviço de lavandaria e de engomar e sala de entretenimento com bilhar. O preço da estadia é de €50 por noite, durante todo o primeiro ano de funcionamento, e não inclui pequeno-almoço. Pode solicitá-lo pelo preço adicional de €7 por pessoa e será servido numa luminosa sala envidraçada, com vistas para a natureza. Mesmo que não fique aqui alojado, pode usufruir do serviço de bar (12h00 às 00h00) e dos jardins do espaço.

O que fazer
O hotel está situado numa zona privilegiada, mesmo ao lado da praia fluvial e da zona ribeirinha habilitada com parque infantil e de campos de jogos. Está a apenas 15 minutos do Parque Nacional da Peneda-Gerês e de vários pontos de interesse ligadas à tradição e natureza minhota, como a aldeia do Soajo e do Lindoso, trilhos e outras atividades na natureza.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!