Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Moinho do Maneio: O regresso às origens

  • 333
1 / 9

2 / 9

3 / 9

4 / 9

5 / 9

6 / 9

7 / 9

8 / 9

9 / 9

De um antigo moinho nasceu uma unidade hoteleira onde as novas tecnologias ficam na entrada. Potencia assim as conversas em família e o descanso absoluto.



De um antigo moinho nasceu uma unidade hoteleira onde as novas tecnologias ficam na entrada. Potencia assim as conversas em família e o descanso absoluto.

Nasceu em plena natureza, na reserva da Malcata e dá a máxima importância à filosofia de viver no campo. Não descura o conforto, mas aposta no descanso, no bem-estar, no convívio e na calma que só o verde envolvente pode proporcionar. O Moinho do Maneio é, mais do que um alojamento rural, um estilo de vida, pronto para ser descoberto.

O nome veio do antigo e secular moinho que fica na propriedade e que aos poucos irá voltar à vida. Em funcionamento, este Moinho do Maneio tem já três casas, típicas com o xisto como material principal de recuperação, perfeitamente integradas na paisagem, á beira de uma ribeira que corre fresca e devagar, e que faz as delícias dos visitantes nos dias mais quentes. Quando o frio aperta, é na lareira que se aquecem os corpos e alma, confortados com uma bebida quente e uma conversa animada. Sim, porque aqui quase não há rede de telemóvel, internet ou televisão. O descanso é a palavra de ordem e as relações entre as pessoas o mais importante de tudo.

O Moinho do Maneio, perto de Penamacor, é o reflexo do sonho de um casal urbano que abandonou o para arranca das cidades e a confusão das buzinas e a poluição por um regresso às origens. Depois de 20 anos citadinos, apostaram em duas áreas que acreditam ser o futuro da zona onde nasceram. O turismo rural e os projetos agrícolas. Por isso, mesmo ao lado, o visitante pode também passear pelos campos de framboesas em que o casal aposta, estando os arbustos desta baga já crescidos e com saborosas provas dadas.

Do lado de fora das casas, além do convívio com a natureza, há muito onde descansar. Estrategicamente colocadas num socalco junto à ribeira, viradas ao sol, há umas “day beds” que convidam ao descanso, sempre muito procuradas e disputadas por todos. É um local único, embalado pelo correr das águas, perfeito para retemperar o corpo e a mente. Quem prefere não estar parado, pode sempre realizar um workshop sobre produção de pão, fazer Reiki ou reflexologia. Caso o agricultor que há escondido dentro de cada um de nós apareça, deixe-o realizar atividades agrícolas, ou então, aproveite para conhecer a zona num agradável passeio a cavalo. Pode também fazer uma visita às aldeias históricas da região, Monsanto, Sortelha, Idanha-a-Velha, Belmonte e Castelo Novo, ou, se preferir uma abordagem mais radical, correr os montes numa BTT ou descer a ribeira numa canoa.

O Moinho do Maneio garante que há um estudo que prova que “passar quatro dias imerso na natureza e sem contacto com equipamentos eletrónicos aumenta a capacidade criativa e de resolução de problemas em 50%”. Se é verdade ou não, não se pode aqui garantir. Nada como fazer uma escapadinha e comprovar no local que benefícios terá ao passar uns dias longe de tudo, com os melhores produtos naturais, sem tecnologia e envolto pela natureza.

Acompanhe o escape no Facebook!
*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.